Galeria de arte de 'A Pátria' recebe novas pinturas e desenhos de Diogo Goes

A galeria de arte de 'A Pátria' – jornal da comunidade científica de língua portuguesa – foi atualizada com novas obras do artista madeirense e colunista naquele jornal, Diogo Goes. De acordo com aquele jornal, na galeria podem ser apreciadas seis imagens de pinturas e desenhos do artista plástico, curador da Galeria Marca de Água. Entre as obras estão “A franga espreita o burro de Fernando Pessoa”, que é uma pintura a acrílico sobre tela de algodão, de 2016-2017; “A Madonna vai ao talho e encontra Fernando Pessoa”, um desenho a esferográfica e acrílico sobre papel, 2017; “Regina martirium”, pintura a acrílico sobre tela e madeira, 2017; “Eu vi um burro a voar e a cair de pé”, desenho a esferográfica e acrílico sobre papel, 2017. Licenciado em Artes Plásticas - Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Diogo Goes já realizou mais de 50 exposições individuais e participou em mais de 200 exposições colectivas em Portugal e no estrangeiro. Realizou o ciclo de exposições “Osculum / Totem” no biénio 2014/2016 e integrou as representações portuguesas à Bienal de Milão 2015 – “Mediterrânea 17”, e na VI Bienal de Jovens Criadores da CPLP, em Salvador da Bahia (2013). Em Portugal, participou nas bienais de Gaia e de Cerveira, entre outras.

Galeria de arte de 'A Pátria' recebe novas pinturas e desenhos de Diogo Goes
A galeria de arte de 'A Pátria' – jornal da comunidade científica de língua portuguesa – foi atualizada com novas obras do artista madeirense e colunista naquele jornal, Diogo Goes. De acordo com aquele jornal, na galeria podem ser apreciadas seis imagens de pinturas e desenhos do artista plástico, curador da Galeria Marca de Água. Entre as obras estão “A franga espreita o burro de Fernando Pessoa”, que é uma pintura a acrílico sobre tela de algodão, de 2016-2017; “A Madonna vai ao talho e encontra Fernando Pessoa”, um desenho a esferográfica e acrílico sobre papel, 2017; “Regina martirium”, pintura a acrílico sobre tela e madeira, 2017; “Eu vi um burro a voar e a cair de pé”, desenho a esferográfica e acrílico sobre papel, 2017. Licenciado em Artes Plásticas - Pintura, pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, Diogo Goes já realizou mais de 50 exposições individuais e participou em mais de 200 exposições colectivas em Portugal e no estrangeiro. Realizou o ciclo de exposições “Osculum / Totem” no biénio 2014/2016 e integrou as representações portuguesas à Bienal de Milão 2015 – “Mediterrânea 17”, e na VI Bienal de Jovens Criadores da CPLP, em Salvador da Bahia (2013). Em Portugal, participou nas bienais de Gaia e de Cerveira, entre outras.