GNR apreende 70 mil cigarros de contrabando em operação na A3

A Unidade de Ação Fiscal da GNR apreendeu 70 mil cigarros de contrabando durante uma operação numa área de serviço da A3, a autoestrada que liga Porto a Valença, informou hoje aquela força policial. “Caso a mercadoria tivesse sido introduzida no consumo através dos circuitos comerciais marginais, o tabaco apreendido teria causado um prejuízo ao Estado, em sede de Imposto de Transações e de IVA, num valor aproximado de 16 mil euros”, assinala a GNR, num comunicado em que precisa que a apreensão ocorreu na quarta-feira na área de serviço de Coronado, na zona da Trofa, distrito do Porto. O tabaco seguia em dois veículos “sem ostentar a estampilha fiscal exigida para comercialização em território nacional” e os condutores, um de 45 anos e outro de 61, “não se faziam acompanhar de qualquer documentação comercial ou aduaneira comprovativa do pagamento dos impostos devidos. Além de apreender o tabaco, a Unidade de Ação Fiscal da GNR, que contou com o apoio da Unidade Nacional de Trânsito da mesma força policial, elaborou de dois autos de contraordenação aduaneira por introdução irregular de mercadoria no consumo.

GNR apreende 70 mil cigarros de contrabando em operação na A3
A Unidade de Ação Fiscal da GNR apreendeu 70 mil cigarros de contrabando durante uma operação numa área de serviço da A3, a autoestrada que liga Porto a Valença, informou hoje aquela força policial. “Caso a mercadoria tivesse sido introduzida no consumo através dos circuitos comerciais marginais, o tabaco apreendido teria causado um prejuízo ao Estado, em sede de Imposto de Transações e de IVA, num valor aproximado de 16 mil euros”, assinala a GNR, num comunicado em que precisa que a apreensão ocorreu na quarta-feira na área de serviço de Coronado, na zona da Trofa, distrito do Porto. O tabaco seguia em dois veículos “sem ostentar a estampilha fiscal exigida para comercialização em território nacional” e os condutores, um de 45 anos e outro de 61, “não se faziam acompanhar de qualquer documentação comercial ou aduaneira comprovativa do pagamento dos impostos devidos. Além de apreender o tabaco, a Unidade de Ação Fiscal da GNR, que contou com o apoio da Unidade Nacional de Trânsito da mesma força policial, elaborou de dois autos de contraordenação aduaneira por introdução irregular de mercadoria no consumo.