Golo de Caio Lucas a acabar dá vitória ao Benfica sobre Fiorentina

O Benfica manteve quarta-feira o pleno de triunfos na Internacional Champions Cup em futebol, ao bater a Fiorentina por 2-1, em Nova Jérsia, graças a um golo do brasileiro Caio Lucas a acabar. No terceiro dos três minutos de descontos concedidos...

Golo de Caio Lucas a acabar dá vitória ao Benfica sobre Fiorentina
O Benfica manteve quarta-feira o pleno de triunfos na Internacional Champions Cup em futebol, ao bater a Fiorentina por 2-1, em Nova Jérsia, graças a um golo do brasileiro Caio Lucas a acabar. No terceiro dos três minutos de descontos concedidos pelo árbitro, o reforço benfiquista ‘fuzilou’ Dragowski, depois de um centro da direita de Chiquinho, numa jogada entre dois jogadores lançados por Bruno Lage para os últimos 10 minutos. "O golo foi bastante importante, por ser o primeiro, e fico feliz por estar a ajudar a equipa. Esta competição é importante para preparar a equipa para a temporada", afirmou Caio Lucas, dedicando o triunfo aos adeptos benfiquistas presentes. Com Zlobin e Rafa em vez de Vlachodimos e Caio Lucas, em relação ao ‘onze’ de há três dias com o Chivas, o Benfica entrou bem no jogo, muito pressionante e marcou logo aos nove minutos, por Seferovic, que encostou um passe da esquerda de Raul de Tomás. Os ‘encarnados’ tiveram, aos 24 minutos, uma grande ocasião para chegarem ao segundo, desta vez com o suíço a centrar, da esquerda, e o espanhol a rematar, de primeira, solto ao segundo poste, para grande defesa de Terracciano. A apostar mais no contra-ataque, a Fiorentina acabou por chegar à igualdade aos 29 minutos, por Vlahovic, que rematou à entrada da área, em posição frontal, fazendo a bola passar por entre as pernas de Rúben Dias e entrar junto ao poste esquerdo. Até ao intervalo, o maior protagonista foi RDT, que desperdiçou várias oportunidades, nomeadamente aos 34, 37 e 43 minutos, nas duas últimas porque, isolado, dominou mal a bola. O segundo tempo, com Svilar em vez de Zlobin na baliza ‘encarnada’, começou, praticamente, com um falhanço escandaloso de Benassi, que, sem ninguém pela frente, atirou por cima, aos 48 minutos, após remate de Vlahovic ao poste esquerdo. A Fiorentina foi a primeira a ameaçar, mas o Benfica foi sempre mais perigoso e rematador na segunda parte, faltando-lhe eficácia, nomeadamente nas iniciativas de Rafa, aos 54 e 64 minutos, Taarabt, aos 77, e Jota, aos 86. Os ‘encarnados’ acabaram por ser premiados praticamente na última jogada do encontro, com Seferovic a servir Chiquinho, na direita, e este a central para o interior da área, onde apareceu Caio Lucas a rematar sem hipóteses para Dragowski. No primeiro encontro na prova, no domingo, o Benfica tinha batido os mexicanos do Chivas Guadalajara por 3-0, em Santa Clara, com tentos do espanhol Raul de Tomás (04 minutos), Rafa (70) e do suíço Seferovic (73). A formação ‘encarnada’ fecha a sua participação na prova no domingo, dia em que defronta os italianos do AC Milan, em Foxborough, num embate com início às 20:00 (em Lisboa).   Jogo na Red Bull Arena, em Harrison, Nova Jérsia. Fiorentina – Benfica, 1-2. Ao intervalo: 1-1. Marcadores: 0-1, Seferovic, 09 minutos. 1-1, Vlahovic, 29. 1-2, Caio Lucas, 90+3.   Equipas: - Fiorentina: Terracciano (Dragowski, 46), Venuti (Dabo, 80), Milenkovic (Hristov, 68), Ranieri, Terzic (Biraghi, 46), Cristóforo (Báez, 80), Castrovilli (Eysseric, 68), Benassi (Lakti, 80), Saponara (Zurkowski, 68), Sottil (Chiesa, 46) e Vlahovic (Simeone, 68). (Suplentes: Chiorra, Dragowski, Lakti, Ceccherini, Biraghi, Hancko, Chiesa, Dabo, Beloko, Simeone, Cristóbal Montiel, Báez, Zurkowski, Hristov, Eysseric e Koffi). Treinador: Vincenzo Montella. - Benfica: Zlobin (Svilar, 46), Nuno Tavares, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Florentino (Fejsa, 74), Gabriel (Chiquinho, 80), Pizzi (Taarabt, 74), Rafa (Caio Lucas, 81), Raul de Tomás (Jota, 81) e Seferovic. (Suplentes: Vlachodimos, Svilar, André Almeida, João Ferreira, Ebuhei, Jardel, Conti, Fejsa, Samaris, Tiago Dantas, Taarabt, Caio Lucas, Cervi, Zivkovic, Chiquinho e Jota). Treinador: Bruno Lage. Árbitro: Robert Sibiga (Estados Unidos). Ação disciplinar: Cartão amarelo para Rúben Dias (39), Rafa (48), Ranieri (50), Gabriel (57) e Biraghi (67).