Governo Regional da Madeira congratula-se com o apoio dos Bancos dado às famílias e empresas

O Governo Regional congratula-se com o facto de algumas instituições bancárias terem já começado a criar um conjunto de medidas de exceção, por forma a ajudar famílias e empresas a superarem o atual contexto socioeconómico, resultante da pandemia Covid-19. "Entre essas instituições bancárias estão o Banco Santander Portugal, a Caixa Geral de Depósitos e o Millennium BCP, que já disponibilizam, nos seus serviços online, um conjunto de facilidades, no sentido de apoiar os clientes particulares e empresas que tenham tido uma redução dos seus rendimentos, disponibilizando moratórias para os seus créditos", lê-se num comunicado da vice-presidência enviado hoje às redações. O objetivo, salientam, que "é disponibilizar um conjunto de soluções, acessíveis, de forma simples e imediata, por forma a fazer face aos fortes constrangimentos de liquidez que a redução da atividade está a gerar". "Nesse sentido, foram criados canais virtuais, através da internet, que permitem aos clientes poderem tratar, sem terem de se deslocar aos bancos, estas moratórias, por forma a agilizar todo o processo".  

Governo Regional da Madeira congratula-se com o apoio dos Bancos dado às famílias e empresas
O Governo Regional congratula-se com o facto de algumas instituições bancárias terem já começado a criar um conjunto de medidas de exceção, por forma a ajudar famílias e empresas a superarem o atual contexto socioeconómico, resultante da pandemia Covid-19. "Entre essas instituições bancárias estão o Banco Santander Portugal, a Caixa Geral de Depósitos e o Millennium BCP, que já disponibilizam, nos seus serviços online, um conjunto de facilidades, no sentido de apoiar os clientes particulares e empresas que tenham tido uma redução dos seus rendimentos, disponibilizando moratórias para os seus créditos", lê-se num comunicado da vice-presidência enviado hoje às redações. O objetivo, salientam, que "é disponibilizar um conjunto de soluções, acessíveis, de forma simples e imediata, por forma a fazer face aos fortes constrangimentos de liquidez que a redução da atividade está a gerar". "Nesse sentido, foram criados canais virtuais, através da internet, que permitem aos clientes poderem tratar, sem terem de se deslocar aos bancos, estas moratórias, por forma a agilizar todo o processo".