Homem fica desfigurado e em coma após ser brutalmente atacado em Sesimbra

Marco Teixeira, de 28 anos, ficou com a cara desfigurada, ossos faciais e maxilar partidos, crânio rachado e ensanguentado, no passeio de uma rua, na Quinta do Conde, Sesimbra, há uma semana, sábado de madrugada, após ter estado num bar com...

Homem fica desfigurado e em coma após ser brutalmente atacado em Sesimbra
Marco Teixeira, de 28 anos, ficou com a cara desfigurada, ossos faciais e maxilar partidos, crânio rachado e ensanguentado, no passeio de uma rua, na Quinta do Conde, Sesimbra, há uma semana, sábado de madrugada, após ter estado num bar com amigos. De acordo com a notícia avançada pelo Correio da Manhã, as autoridades inicialmente suspeitaram de um atropelamento com fuga, mas os ferimentos, perícias e testemunhos apontam para uma agressão brutal. A polícia procura os autores. O homem, ajudante de cozinheiro, está agora internado no Hospital de São José, em Lisboa. Esteve seis dias em coma induzido e quando acordou, apesar de não conseguir falar, fez gestos à família de que foi agredido. "A GNR disse-nos que encontraram um cenário de filme de terror. O meu filho em posição fetal, no chão, quase inconsciente e irreconhecível, a gemer de dor e a esvair-se em sangue. Depois desmaiou e não conseguiu dizer nada. Disseram-nos que é um milagre estar vivo e não ter ficado cego", contou, revoltada, ao CM, a mãe, Maria. Marco Teixeira vai ser alvo de cirurgias e a recuperação irá durar meses. "Esteve num bar com amigos e saiu sozinho. Pensaram que tinha ido para casa. Mas afinal foi espancado e largado na rua onde foi encontrado, porque na rua os vizinhos não ouviram nada. O meu irmão não se mete em confusões e toda a gente gosta dele. Queremos justiça", disse o irmão da vítima. Segundo a mesma publicação, a família afirma que o caso já transitou da GNR para a PJ, que investiga uma tentativa de homicídio