Homem que enviou bombas a Obama e Clinton condenado a 20 anos de prisão

O homem que enviou bombas caseiras ao ex-presidente Barack Obama, a Hillary Clinton e a outros destacados membros do Partido Democrata americano foi na segunda-feira condenado a 20 anos de prisão num tribunal de Nova Iorque. Em março deste...

Homem que enviou bombas a Obama e Clinton condenado a 20 anos de prisão
O homem que enviou bombas caseiras ao ex-presidente Barack Obama, a Hillary Clinton e a outros destacados membros do Partido Democrata americano foi na segunda-feira condenado a 20 anos de prisão num tribunal de Nova Iorque. Em março deste ano, Cesar Sayoc confessou ter enviado 16 bombas durante 2018 a personalidades democratas que considerava inimigos do atual Presidente norte-americano, Donald Trump. As bombas caseiras misturavam fertilizantes, pólvora de fogo de artifício e estilhaços de metal e vidro. Não causaram vítimas, mas provocaram um grande alarme no seio do Partido Democrata, desencadeando uma investigação da polícia federal que levou à detenção rápida de Sayoc. A acusação pública pedia prisão perpétua, enquanto a defesa sugeriu uma pena única de 10 anos, alegando que Sayoc, 57 anos, sofre de uma longa doença mental não tratada. Durante o julgamento foi sugerido que Sayoc se inspirou nos discursos de Trump para lançar a sua campanha de terror. "Eu desejo, mais do que qualquer coisa, recuar no tempo e evitar o que fiz", disse Sayoc antes de ser condenado a 20 anos de prisão pelo juiz Jed S. Rakoff, do Tribunal Distrital Federal de Manhattan. Na sentença, o magistrado levou em conta que as bombas estavam mal construídas, admitindo que Sayoc queria sobretudo assustar as vítimas.