Jornalistas britânicos boicotam sessão com porta-voz de Boris Johnson em solidariedade com colegas

Um grupo de jornalistas britânicos recusou participar hoje numa sessão com um porta-voz do primeiro-ministro em solidariedade com colegas que terão sido proibidos de entrar na residência oficial, noticiou o jornal The Guardian. Segundo o jornal,...

Jornalistas britânicos boicotam sessão com porta-voz de Boris Johnson em solidariedade com colegas
Um grupo de jornalistas britânicos recusou participar hoje numa sessão com um porta-voz do primeiro-ministro em solidariedade com colegas que terão sido proibidos de entrar na residência oficial, noticiou o jornal The Guardian. Segundo o jornal, vários jornalistas da BBC, Sky News, Daily Mail, Daily Telegraph, The Sun, Financial Times e do próprio Guardian tomaram a atitude devido à exclusão de colegas de órgãos como o Daily Mirror, o inews, o HuffPost, o PoliticsHome ou o Independent. Vários jornalistas foram convidados hoje para um ‘briefing', uma sessão onde é prestada informação de contexto, sobre as negociações com a União Europeia (UE), na residência oficial, em Downing Street, na sequência do discurso do primeiro-ministro Boris Johnson esta manhã. Um porta-voz do primeiro-ministro realiza duas vezes por dia este tipo de encontros com jornalistas de política devidamente autorizados, mas uma fonte do gabinete disse ao The Guardian que o ‘briefing' em questão destinava-se a jornalistas especializados e que reserva o direito de fazer sessões separadas para diferentes grupos. O primeiro-ministro britânico tem sido criticado pela recusa em dar entrevistas a jornalistas políticos, tanto durante a campanha eleitoral como depois das eleições, em dezembro. O Governo mantém também um boicote ao programa "Today" da BBC Radio 4, conhecido pelas entrevistas difíceis a políticos, recusando autorizar ministros para comentarem os assuntos mais importantes da atualidade.