Jovem de 16 anos estrangulou professora e deixou corpo num cemitério

Lindsay Birbeck era professora numa escola primária e desapareceu de casa no passado dia 12 de agosto. O seu corpo acabou por ser encontrado num cemitério duas semanas depois. Um jovem de 16 anos é o principal suspeito. De acordo com o 'Notícias...

Jovem de 16 anos estrangulou professora e deixou corpo num cemitério
Lindsay Birbeck era professora numa escola primária e desapareceu de casa no passado dia 12 de agosto. O seu corpo acabou por ser encontrado num cemitério duas semanas depois. Um jovem de 16 anos é o principal suspeito. De acordo com o 'Notícias ao Minuto', que dá conta do caso, a mulher britânica tinha sido dada como desaparecida no passado dia 12, depois de ter saído de casa, em Lancashire, Inglaterra. Após intensas buscas, o corpo acabaria por ser descoberto no cemitério de Accrington, no dia 24 de agosto. Perante as circunstâncias, as autoridades deram início a uma investigação e a autópsia realizada indicou que a mulher de 47 anos morreu depois de ter sido estrangulada. A família, citada pela Sky News, diz-se profundamente "entristecida por alguém ter cruelmente matado Lindsay". A "nossa mãe era muito amada, incluindo pelos alunos que ensinou ao longo destes anos", disseram ainda os filhos. Kate Marney, diretora da escola primária de Ightenhill, revelou que Lindsay era muito "valorizada e respeitada" pela comunidade académica. "Sentiremos muita falta dela na escola. Todos os nossos pensamentos estão com a família dela neste momento muito triste", acrescentou. A polícia de Lancashire informou que o suspeito  é um jovem de 16 anos, de Accrington, que não pode ser identificado por razões legais. Deverá comparecer ao Tribunal de Magistrados de Blackburn na segunda-feira. Não foram ainda divulgadas pelas autoridades as motivações que terão estado na base do crime.