Jovem de 17 anos morreu no México devido a um chupão da namorada

Julio Macias morreu com apenas 17 anos na sequência de um chupão no pescoço dado pela namorada, de 24 anos, na Cidade do México. De acordo com o Impala, como qualquer adolescente da sua idade, o jovem vivia momentos de intimidade com a nova...

Jovem de 17 anos morreu no México devido a um chupão da namorada
Julio Macias morreu com apenas 17 anos na sequência de um chupão no pescoço dado pela namorada, de 24 anos, na Cidade do México. De acordo com o Impala, como qualquer adolescente da sua idade, o jovem vivia momentos de intimidade com a nova namorada, mas no calor do momento a namorada fez-lhe, inocentemente, um chupão (tipo de beijo que suga a pele, acabando, por vezes, por deixar marcas rosadas de sangue pisado na pele). Nesse mesmo dia, após ter estado com a namorada, Julio regressou a casa, como habitual, e sentou-se à mesa com a família para jantar. Quando começou a comer teve, de imediato, convulsões agressivas. Os familiares ligaram imediatamente para as Urgências. Apesar de ainda ter sido levado por uma ambulância, Julio acabou por não resistir e morreu quando chegou ao hospital.  De acordo com as declarações dos médicos, prestadas ao jornal El Ciudadano, o chupão dado pela namorada foi sem dúvida a causa da morte do jovem, revela a mesma fonte.  O beijo fatal foi tão forte que criou um coágulo que subiu até ao cérebro, causando derrame e morte. Indignados e inconsoláveis, os pais de Julio consideram que a namorada do jovem é culpada pela morte do filho e querem que ela seja levada à Justiça. A namorada de Julio Macias está atualmente desaparecida.