Jovem de 21 anos suicida-se após descobrir pornografia infantil no telemóvel do namorado

Uma jovem de 21 anos descobriu fotos de pornografia infantil no telemóvel do namorado e não aguentou o choque, tendo decidido acabar com a própria vida, de acordo com o Correio da Manhã, que cita o Daily Mail. Lydia Roberts vivia com Adam Wells,...

Jovem de 21 anos suicida-se após descobrir pornografia infantil no telemóvel do namorado
Uma jovem de 21 anos descobriu fotos de pornografia infantil no telemóvel do namorado e não aguentou o choque, tendo decidido acabar com a própria vida, de acordo com o Correio da Manhã, que cita o Daily Mail. Lydia Roberts vivia com Adam Wells, de 27 anos em Greater Manchester, Inglaterra. Em julho de 2017, o parceiro deixou o telemóvel em casa e Lydia descobriu fotografias de pornografia infantil de um site russo. A mulher, que trabalhava como lojista numa loja H&M confrontou o namorado e pediu-lhe respostas. Adam tentou esquivar-se mas Lydia disse-lhe por mensagem: "Tu tens problemas Adam, acabou. Como é que podes dizer-me que isto não é pedofilia?", revela a mesma fonte. A situação fez com que o casal, que mantinha uma relação há dois anos, continuasse a discutir, até que a jovem disse ao namorado que este tinha arruinado a vida dela. Assim, Lydia denunciou-o à polícia e enviou mensagem a uma amiga em que afirmava: "Ele estragou a minha vida... Tenho estado a viver com um pedófilo". Lydia sentiu-se tão "violada e "envergonhada" após descobrir as fotografias que pôs fim à própria vida nessa noite. Adam viria a encontrar a namorada morta quando regressou a casa após uma noitada com amigos. Wells foi julgado em julho de 2018 e admitiu a posse de 31 fotografias de pornografia infantil, tendo sido condenado a uma pena de 12 meses de serviço comunitário. A mãe de Lydia considera o homem totalmente responsável pela morte da filha: "Tudo isto aconteceu por causa dele. Ele é responsável pelo que ela fez naquela noite", disse em declarações ao The Mirror, refere a mesma fonte.