JPP diz que as pessoas não se vão deixar manipular por sondagens

O Juntos pelo Povo (JPP) esteve esta quinta-feira no Caniço onde apelou ao voto no dia 22 de setembro, um apelo ao voto e à participação dos eleitores madeirenses e porto-santenses nestas eleições que serão importantíssimas para o futuro da...

JPP diz que as pessoas não se vão deixar manipular por sondagens
O Juntos pelo Povo (JPP) esteve esta quinta-feira no Caniço onde apelou ao voto no dia 22 de setembro, um apelo ao voto e à participação dos eleitores madeirenses e porto-santenses nestas eleições que serão importantíssimas para o futuro da Região e para a resolução dos problemas que afligem a população. Filipe Sousa, o líder do partido, pede “confiança no JPP, num grupo de pessoas de bem, que nasceu em Gaula, em 2009 e que tem dado provas na gestão municipal, mas também no excelente trabalho que o Grupo Parlamentar do JPP tem desenvolvido na Assembleia Regional.” O mandatário da candidatura do JPP diz que “as pessoas não se deixam manipular por sondagens que servem, unicamente, para lançar mais dúvidas ao eleitorado, manipular consciências e evitar que as pessoas participem neste ato eleitoral” e enuncia exemplos, “nós temos sido governados durante quarenta anos pela direita, pelo PSD, atualmente estamos a ser governados na República, há quatro anos, pela esquerda e temos um Presidente da República apoiado pela direita, no entanto, os problemas dos madeirenses continuam por resolver.” A mobilidade aérea e terrestre, a saúde, as operações portuárias. “Estamos a ver o mesmo partido a gozar da mesma forma de fazer política em vésperas de eleições, com a promessa de obras megalómanas, com a inauguração de obras instaladas em terrenos, pagos a preço de ouro, a militantes do PSD.” Os madeirenses continuam com os mesmos problemas de sempre, “não sei como é que existem políticos que dormem descansados quando injetam milhões de euros na promoção da Madeira, mas não se resolve a problemática da inoperacionalidade do aeroporto ou das listas de espera na Saúde, “existem milhares de pessoas que morrem à espera de uma cirurgia ou de uma consulta.” Filipe Sousa deixa o apelo ao voto e lembra o exemplo que o JPP tem dado na gestão da Câmara de Santa Cruz, uma nova forma de fazer política, “olhem para Santa Cruz, para um conjunto de iniciativas que temos desenvolvido ao serviço das pessoas e olhem para o trabalho dos cinco deputados do JPP aos longo destes quatro anos. A comprovar pelo sentimento que nos tem sido transmitido pelas pessoas, sabemos que estamos no caminho certo para dar a volta a isto.”