JPP recupera relógio de água que PSD e CDS chumbaram

O Juntos pelo Povo (JPP) esteve hoje no Caniço onde se associou, no sítio da Azenha, a uma iniciativa de valorização e proteção de um património que, sublinha, é singular e raro na Região Autónoma da Madeira, os Relógios de Água. Atualmente,...

JPP recupera relógio de água que PSD e CDS chumbaram
O Juntos pelo Povo (JPP) esteve hoje no Caniço onde se associou, no sítio da Azenha, a uma iniciativa de valorização e proteção de um património que, sublinha, é singular e raro na Região Autónoma da Madeira, os Relógios de Água. Atualmente, frisa o partido, na Região existem três relógios de água, um dos quais do século XIX na freguesia dos Canhas, na Ponta do Sol, e estando os outros dois localizados no Caniço, em Santa Cruz. Élvio Sousa explicou que “o relógio de água da Azenha foi alvo de um projeto de resolução na Assembleia Legislativa da Madeira, em maio de 2018, e foi chumbado pelo PSD e pelo CDS, mas nós não baixamos os braços, e o Município de Santa Cruz, liderado pelo JPP, efetuou as diligências no sentido de agilizar o procedimento para a sua recuperação ainda este ano.” O cabeça de lista do Juntos Pelo Povo anunciou que “dentro do programa JPP, nomeadamente na temática da Cultura, está a recuperação deste Relógio de Água do Caniço, na Azenha, para fins culturais, de modo a devolvê-lo à população.” “Sendo o Caniço uma cidade com a particularidade de ter relógios que serviam para gerir a água de rega e que são um bem único, exemplar e autêntico, seria contraproducente não acompanharmos e não devolvermos à população aquilo que é a sabedoria, o engenho, a arte e História de todos os cidadãos, em especial para os do Caniço.” O candidato assegurou que "o JPP fará aquilo que o Governo Regional e a Assembleia Legislativa Regional não fizeram", prometendo “encetar as diligências para efetuar a recuperação e requalificação, devidamente acompanhada tecnicamente por pessoas habilitadas na reabilitação e gestão do património e devolver este bem à população”.