Líder indígena morto a tiro no Brasil em alegada emboscada de madeireiros

Dois membros da tribo Guajajara foram mortos na sexta-feira à noite durante uma emboscada alegadamente feita por madeireiros armados, na Amazónia brasileira, divulgou a Secretaria de Direitos Humanos do Governo do Maranhão e a imprensa local....

Líder indígena morto a tiro no Brasil em alegada emboscada de madeireiros
Dois membros da tribo Guajajara foram mortos na sexta-feira à noite durante uma emboscada alegadamente feita por madeireiros armados, na Amazónia brasileira, divulgou a Secretaria de Direitos Humanos do Governo do Maranhão e a imprensa local. O líder, informa o 'Folha de São Paulo', integrava um grupo de agentes florestais indígenas autointitulados de "guardiões da floresta".  Segundo a versão da tribo, "o confronto partiu de uma emboscada" no município de Bom Jesus das Selvas. À 'Folha de São Paulo', citada pelo DN -Lisboa, o indigenista Carlos Travassos, um conhecido de Laércio (também conhecido como Tainaky), conta o que ouviu do guardião da floresta: "Quando chegaram na região conhecida como Cascudo foram surpreendidos por não indígenas armados. Eles tentaram render os indígenas e acabou ocorrendo um tiroteio."  "Os guardiões Paulino e Laércio haviam afastado da aldeia para buscar água quando foram cercados por pelo menos cinco homens armados" que terão disparado contra os indígenas, informa uma mensagem da Secretaria divulgada no Twitter.