Literacia para os Media chega aos Açores. Madeira aguarda há meses pela implementação do projeto

O projeto Literacia para os Media e Jornalismo, desenhado pelo Sindicato dos Jornalistas, vai chegar aos professores dos Açores a partir de dia 8 de fevereiro, com o apoio da Direção Regional da Educação do arquipélago. Na Região, a Direção...

Literacia para os Media chega aos Açores. Madeira aguarda há meses pela implementação do projeto
O projeto Literacia para os Media e Jornalismo, desenhado pelo Sindicato dos Jornalistas, vai chegar aos professores dos Açores a partir de dia 8 de fevereiro, com o apoio da Direção Regional da Educação do arquipélago. Na Região, a Direção Regional da Madeira do Sindicado dos Jornalistas, espera há meses por resposta do Governo Regional para a medida idêntica. Esta formação de professores nos Açores, segue-se à experiência piloto do projeto Literacia para os Media e Jornalismo realizada entre janeiro e abril de 2019, em Portugal Continental, que formou uma centena de professores do 3.º ciclo e do secundário, docentes em 40 agrupamentos de escolas de vários pontos do país. Em janeiro de 2017, na sequência do ‘4.º Congresso dos Jornalistas Portugueses’, que aprovou uma moção considerando urgente promover a literacia para os media, o Sindicato dos Jornalistas apresentou ao Ministério da Educação uma proposta de intervenção nessa área, concebida por jornalistas e académicos da área da comunicação. Dois anos depois, o projeto arrancou por todo o Continente, mas ainda sem sinais para a Madeira. O objetivo da iniciativa é disponibilizar aos professores metodologias, recursos e ferramentas para que possam usar nas atividades de Literacia para os Media que vão desenvolver com os seus alunos e com as comunidades escolar e educativa. Ao mesmo tempo, é esperado que os jornalistas se envolvam na formação de professores e alunos sobre os desafios que hoje se colocam à importante função de mediar e escrutinar a realidade. Este projeto, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República, é uma parceria entre o Sindicato dos Jornalistas e o Ministério da Educação, financiado pelo Cenjor (Ministério da Cultura) e pela Direção-Geral da Educação (no caso dos Açores, pela Direção Regional de Educação).