Luso-descendente de 52 anos encontrado cadáver em Boskburg, na África do Sul

José Carlos Dias Pedro, 52 anos, divorciado, técnico de fabricação de caldeiras natural de Vereeniging, Gauteng, foi encontrado cadáver nas proximidades de uma praça de táxis na área de Boksburg, disse esta manhã ao JM Maria Casimira Dias Pedro. ...

Luso-descendente de 52 anos encontrado cadáver em Boskburg, na África do Sul
José Carlos Dias Pedro, 52 anos, divorciado, técnico de fabricação de caldeiras natural de Vereeniging, Gauteng, foi encontrado cadáver nas proximidades de uma praça de táxis na área de Boksburg, disse esta manhã ao JM Maria Casimira Dias Pedro.  A mãe da vítima avançou que o corpo do filho foi encontrado por uma equipa de detetives particulares, chamada a intervir por um dos irmãos,  visto que a polícia falhou em localizar o corpo do malogrado luso-descendente, cujo último contacto telefónico com a mãe foi no passado sábado entre as 22h00 e 23h00, quando aquela lhe telefonou a perguntar se estava perto de chegar a casa, ao que respondeu afirmativamente. O corpo foi descoberto quatro dias após o seu desaparecimento, pela equipa de detetives contratada. Maria Casimira explicou que o cadáver apresentava muitas escoriações e que não restavam dúvidas de que a roda de uma viatura automóvel passou por cima da cabeça, esmagando-a. O telemóvel, relógio, carteira, documentos pessoais, cartões de crédito não foram encontrados pelos detetives que detetaram o cadáver do luso-descendente, os quais lograram, no entanto, identificar o local da última posição, através do registo do seu telemóvel. Os restos mortais encontram-se na morgue da Cidade de Springs, para onde foi levado pelas autoridades policiais. A autópsia está agendada para quarta-feira da próxima semana.