Madeira foi a ilha preferida pelos turistas europeus em julho, de acordo com o jetcost

A Madeira foi a ilha preferida pelos turistas europeus, em julho deste ano, de acordo com o motor de pesquisa de voos e hotéis www.jetcost.pt. "Quanto às ilhas, a da Madeira parece ser a preferida pelos turistas europeus. Essa opção não é estranha...

Madeira foi a ilha preferida pelos turistas europeus em julho, de acordo com o jetcost
A Madeira foi a ilha preferida pelos turistas europeus, em julho deste ano, de acordo com o motor de pesquisa de voos e hotéis www.jetcost.pt. "Quanto às ilhas, a da Madeira parece ser a preferida pelos turistas europeus. Essa opção não é estranha pois a ilha tem um clima uniforme durante quase todo o ano, uma paisagem espetacular que permite a prática de variados desportos aquáticos, uma variada gastronomia e magníficas instalações hoteleiras... Para as preferências de espanhóis ocupa o terceiro lugar, e para franceses, britânicos, alemães, italianos holandeses e russos o quarto lugar. Porto Santo é a segunda ilha mais procurada do arquipélago da Madeira, e a quinta mais procuradas pelos franceses e russos, a sexta pelos britânicos, alemães e italianos, a sétima pelos espanhóis e está entre as dez favoritas do holandeses", refere a nota enviada à imprensa. "O potente motor de pesquisa de voos e hotéis www.jetcost.pt faz uma análise regular das pesquisas que se fazem através da sua web e assim consegue dados mais fiáveis, já que se tratam de pesquisas reais e não de entrevistas. Os dados que servem de base à análise do mês de julho de 2019 indicam que Lisboa foi a cidade mais solicitada pelos viajantes espanhóis, britânicos, alemães, italianos, holandeses e russos e a segunda mais procurada pelos franceses. Por outro lado, a cidade do Porto foi escolhida em primeiro lugar pelos franceses, no segundo lugar por espanhóis, alemães, italianos e russos e em terceiro por britânicos e holandeses. Faro, a porta de entrada do Algarve, também está muito bem colocada pois é a segunda mais procurada por britânicos e holandeses, a terceira por franceses, alemães, italianos e russos e a quarta por espanhóis", diz também o comunicado.