Madeira nas principais rotas internacionais do tráfico de cocaína

Um relatório da Europol e da União Europeia sobre o mercado e tráfico ilegal das drogas revela que as principais redes cocaína usam as ilhas portuguesas da Madeira e dos Açortes como pontos de passagem De acordo com o relatório, noticiado pelo...

Madeira nas principais rotas internacionais do tráfico de cocaína
Um relatório da Europol e da União Europeia sobre o mercado e tráfico ilegal das drogas revela que as principais redes cocaína usam as ilhas portuguesas da Madeira e dos Açortes como pontos de passagem De acordo com o relatório, noticiado pelo Expresso, muita desta droga surge em barcos de recreio nestas regiões e depois segue para o continente europeu. A cocaína que chega aos Açores é proveniente das Caraíbas enquanto a que passa pela Madeira vem de destinos mais a sul, mais concretamente da região da África Ocidental, acrescenta a fonte. A mesma publicação indica que as autoridades caçaram 142 toneladas de cocaína em todo o continente europeu em 2017, um número recorde. Deste total, Portugal apresenta 2,7 toneladas apreendidas. Um número elevado mas ainda assim longe dos recordistas Bélgica (45 toneladas) e Espanha (41). Também a França, com 17,5 toneladas, apresenta números impressionantes. Um pouco mais abaixo ficou a Holanda (14,6), Alemanha (8) e Itália (4). A nível nacional, Portugal surge na linha da frente nas apreensões de plantas de cannabis no continente europeu, juntamente com Bélgica, Grécia, Espanha, Luxemburgo, Malta e Noruega.