Marcelo evoca Sá Carneiro e Amaro da Costa e afirma que "a verdade não prescreve"

O Presidente da República evocou hoje Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa, passados 39 da sua morte na queda de um avião sobre Camarate, afirmando que "a verdade não prescreve". "No trigésimo nono aniversário da tragédia ocorrida...

Marcelo evoca Sá Carneiro e Amaro da Costa e afirma que
O Presidente da República evocou hoje Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa, passados 39 da sua morte na queda de um avião sobre Camarate, afirmando que "a verdade não prescreve". "No trigésimo nono aniversário da tragédia ocorrida em Camarate, em que faleceram o primeiro-ministro, Francisco Sá Carneiro, o ministro da Defesa Nacional, Adelino Amaro da Costa, bem como as suas mulheres, Snu Abecassis e Maria Manuel Simões Vaz da Silva Pires, além do doutor António Patrício Gouveia e dos dois pilotos da aeronave, apresento às famílias enlutadas as minhas mais sentidas condolências", escreveu Marcelo Rebelo de Sousa, numa mensagem hoje divulgada. Na mesma nota, publicada no portal da Presidência da República na Internet, o chefe de Estado acrescentou que lembra este acontecimento e as suas vítimas "na convicção de que a verdade não prescreve e de que a passagem do tempo não apaga a memória luminosa dos que perderam a vida em 04 de dezembro de 1980".