Marítimo estará interessado em Claudio Winck

O Marítimo terá manifestado interesse no jogador Claudio Winck, do brasileiro Vasco. O jornal Globo adianta que o futebolista, de 26 anos, tem o seu contrato a vencer em dezembro, e o clube madeirense estará a pedir a libertação sem custos em troca de o Vasco ficar com uma percentagem dos direitos do passe do jogador. "No Vasco desde 2019, Winck chegou para disputar a posição com Pikachu, teve chances com Alberto Valentim, mas nunca foi levado em conta por Vanderlei Luxemburgo", indica o jornal brasileiro. Em 2020, imaginava que teria oportunidades com Abel Braga, que o comandou no Internacional, mas acabou sendo informado pela direção que não fazia parte dos planos do clube. Assim, passou a treinar à parte. "Em março, Winck chegou a um acordo com a direção do Vasco sobre atrasos salariais e voltou a fazer parte do elenco. No pós-pandemia, participou em quatro jogos. No estadual, saiu do banco para enfrentar Macaé e Madureira. No Brasileiro, foi titular contra Ceará e Grêmio", pode ler-se na publicação. O Globo recorda que o Marítimo esteve recentemente próximo de acertar com o também lateral-direito Rafael Galhardo, companheiro de Winck no Vasco. O jogador passou por exames, foi aprovado, mas a direção do clube brasileiro não o libertou, já que Galhardo tentou desvincular-se unilateralmente via Justiça. Winck recebeu agora a oferta salarial do clube madeirense, que entrou em contato com o Vasco. "Embora haja conversa entre as partes, ainda não houve oferta oficial entre clubes", elucida o jornal.

Marítimo estará interessado em Claudio Winck
O Marítimo terá manifestado interesse no jogador Claudio Winck, do brasileiro Vasco. O jornal Globo adianta que o futebolista, de 26 anos, tem o seu contrato a vencer em dezembro, e o clube madeirense estará a pedir a libertação sem custos em troca de o Vasco ficar com uma percentagem dos direitos do passe do jogador. "No Vasco desde 2019, Winck chegou para disputar a posição com Pikachu, teve chances com Alberto Valentim, mas nunca foi levado em conta por Vanderlei Luxemburgo", indica o jornal brasileiro. Em 2020, imaginava que teria oportunidades com Abel Braga, que o comandou no Internacional, mas acabou sendo informado pela direção que não fazia parte dos planos do clube. Assim, passou a treinar à parte. "Em março, Winck chegou a um acordo com a direção do Vasco sobre atrasos salariais e voltou a fazer parte do elenco. No pós-pandemia, participou em quatro jogos. No estadual, saiu do banco para enfrentar Macaé e Madureira. No Brasileiro, foi titular contra Ceará e Grêmio", pode ler-se na publicação. O Globo recorda que o Marítimo esteve recentemente próximo de acertar com o também lateral-direito Rafael Galhardo, companheiro de Winck no Vasco. O jogador passou por exames, foi aprovado, mas a direção do clube brasileiro não o libertou, já que Galhardo tentou desvincular-se unilateralmente via Justiça. Winck recebeu agora a oferta salarial do clube madeirense, que entrou em contato com o Vasco. "Embora haja conversa entre as partes, ainda não houve oferta oficial entre clubes", elucida o jornal.