Médicos alinham estratégia de oposição a Mário Pereira

Mais de 30 médicos estão neste momento reunidos na sede do Conselho Médico da Região Autónoma da Madeira, tal como o JM anunciou, para analisar a escolha política do médico Mario Pereira para presidir à direção clínica do SESASAM.  Os médicos...

Médicos alinham estratégia de oposição a Mário Pereira
Mais de 30 médicos estão neste momento reunidos na sede do Conselho Médico da Região Autónoma da Madeira, tal como o JM anunciou, para analisar a escolha política do médico Mario Pereira para presidir à direção clínica do SESASAM.  Os médicos querem travar a escolha do CDS, confirmada pelo PSD, e têm até sexta-feira para o fazer, dia previsto para a tomada de posse.  Este encontro, organizado por “um grupo de médicos”, conta com a presença dos antigos secretários regionais da saúde, Faria Nunes e Francisco Ramos, e ainda com o antigo presidente do conselho distrital da Ordem dos Médicos, França Gomes, e com o atual presidente do Conselho Médico Gonçalo Faro Silva.  O encontro não foi organizado pelo conselho médico, tendo o órgão apenas disponibilizado a sala para a reunião.  Nas reações obtidas à entrada, médicos disseram que Mário Pereira é ‘persona non grata’ na direção clínica, porque esteve “dez anos a dizer mal dos médicos”, enquanto deputado do CDS.  “Nunca os diretores clínicos foram nomeados por joguetes políticos. Isto não acontece em lado nenhum, nem na Coreia do Norte”, contam-nos.  Aos poucos, continuam mais médicos a chegar.  Ao que apuramos, o grupo do whatsapp criado para organizar a contestação a Mário Pereira é composto por 118 participantes.