Megaoperação da PSP apanha mais de 20 pessoas na Madeira

A manchete da edição de hoje do JM dá conta de que a investigação da PSP na Madeira durou vários meses e culminou ontem numa rusga que encontrou fortes indícios de tráfico de droga. Mais de duas dezenas de suspeitos foram detidos e apreendidos automóveis de alta cilindrada, uma moto, dinheiro e estupefacientes. Destaque nesta edição também para a intenção da Madeira em ter registo de aviões. Tal como acontece com os navios, a Região também reclama o Registo Internacional de Aeronaves e o Comandante Timóteo Costa pede ajuda para salvar o Aeroclube da Madeira. Pode ler ainda sobre o caso da vereadora do Porto Santo, que se mostra emocionada com a solidariedade. Sofia Santos continua em teletrabalho ao abrigo de um programa de apoio a vítimas de violência doméstica. Em declarações ao JM, a autarca explica o que tem feito e diz-se comovida com tantas manifestações de solidariedade. Espera regressar à Câmara o mais rápido possível. Noutros temas que merecem chamada de primeira página, paridade nas listas do PS gera receios, e a dívida da Administração Pública cresce 195 milhões de euros. Saiba ainda que o outono traz teatro, exposições e outros eventos. Leia mais sobre estes e outros assuntos, na edição desta quinta-feira do seu JM.

Megaoperação da PSP apanha mais de 20 pessoas na Madeira
A manchete da edição de hoje do JM dá conta de que a investigação da PSP na Madeira durou vários meses e culminou ontem numa rusga que encontrou fortes indícios de tráfico de droga. Mais de duas dezenas de suspeitos foram detidos e apreendidos automóveis de alta cilindrada, uma moto, dinheiro e estupefacientes. Destaque nesta edição também para a intenção da Madeira em ter registo de aviões. Tal como acontece com os navios, a Região também reclama o Registo Internacional de Aeronaves e o Comandante Timóteo Costa pede ajuda para salvar o Aeroclube da Madeira. Pode ler ainda sobre o caso da vereadora do Porto Santo, que se mostra emocionada com a solidariedade. Sofia Santos continua em teletrabalho ao abrigo de um programa de apoio a vítimas de violência doméstica. Em declarações ao JM, a autarca explica o que tem feito e diz-se comovida com tantas manifestações de solidariedade. Espera regressar à Câmara o mais rápido possível. Noutros temas que merecem chamada de primeira página, paridade nas listas do PS gera receios, e a dívida da Administração Pública cresce 195 milhões de euros. Saiba ainda que o outono traz teatro, exposições e outros eventos. Leia mais sobre estes e outros assuntos, na edição desta quinta-feira do seu JM.