Memória de elefante, nariz inquisitivo e facadas nas costas em Câmara de Lobos

Miguel Albuquerque deu esta quarta-feira, no Jardim da Serra (Câmara de Lobos), uma 'lição' de sobrevivência em política, que poderá ter tido mais do que um destinatário, do próprio partido e do mesmo concelho, a avaliar pelos acontecimentos...

Memória de elefante, nariz inquisitivo e facadas nas costas em Câmara de Lobos
Miguel Albuquerque deu esta quarta-feira, no Jardim da Serra (Câmara de Lobos), uma 'lição' de sobrevivência em política, que poderá ter tido mais do que um destinatário, do próprio partido e do mesmo concelho, a avaliar pelos acontecimentos das ultimas semanas. "Os bons políticos para sobreviverem têm de ter as características do elefante: pele grossa, boa memória (como eu tenho e o elefante também tem) e nariz inquisitivo para perspetivar, com a devida antecedência, as facadas que sempre acontecem na política, sobretudo as facadas nas costas", disse o presidente do Governo Regional numa resposta ao presidente da Junta de Freguesia local, Valentim Marcelino, eleito pelo PSD. A inauguração do Caminho Agrícola das Romeiras foi o momento que deu 'palco' a Albuquerque para, uma vez mais, aplicar a analogia entre os políticos e os elefantes. Relativamente à infraestrutura inaugurada, que disse tratar-se de uma "acessibilidade necessária e importante para as famílias", o presidente frisou que foi mais um compromisso cumprido e renovou esta postura para o novo mandato. "O meu Governo irá cumprir integralmente com aqueles que são os compromissos para com esta freguesia", afirmou lembrando em seguida a Valentim Marcelino que, em relação a uma outra obra prometida, foi ao Jardim da Serra "sete vezes" falar com a população da zona da Achada Chote "para combinar a estrada". "Na sétima vez, fui lá acima e reuni, como eu gosto, com os moradores residentes da Achada Chote (o senhor presidente estava lá), e será mais uma obra que se vai concretizar", salientou. Falando do futuro, Albuquerque reiterou que tem para com a freguesia um compromisso importante que promete concretizar, que é a via rápida entre o Estreito de Câmara de Lobos e o Jardim da Serra. É uma obra de 13 milhões que euros que quer realizar nos próximos quatro anos. Mas tem mais. O presidente do Governo Regional manifestou-se empenhado em levar a cabo a ligação entre o Curral das Freiras e o Jardim da Serra, cujo projeto "se vai iniciar". "Esta obra não é só para o Jardim da Serra. Esta é uma infraestrutura essencial para a nossa Região. Todos os dias, temos milhares e milhares de turistas no Curral das Freiras. É importante assegurar uma via de circunvalação, entre a belíssima freguesia do Jardim da Serra, o belíssimo Estreito de Câmara de Lobos, a Quinta Grande e o Curral das Freiras. Atualmente, os turistas vão ao Curral e voltam para trás. Nada melhor do que passarem para este lado e dinamizarem a economia do Jardim da Serra", perspetivou. Disse que será uma obra a fazer por fases e com cautelas. "É uma obra muito cara, teremos de ter cuidado no planeamento financeiro e na execução", alertou.   A finalizar, voltou-se para o presidente da Junta dizendo que a próxima vez que voltar à freguesia para falar com a população "será a nona". Tratando-se de uma inauguração no município de Câmara de Lobos, o presidente da Câmara, Pedro Coelho, esteve ao lado de Albuquerque e ouviu a mesma 'lição' de sobrevivência política do líder do Executivo regional e do partido através do qual foi eleito. Recorde-se que depois de ter sido derrotado na eleição para a presidência da AMRAM (Associações dos Municípios da RAM), não obtendo os votos de dois dos seus colegas de partido, Pedro Coelho demitiu-se da ARASD (Associação Regional dos Autarcas Social-democratas) suscitando uma situação de desconforto no partido.