Miguel Silva Gouveia apresentou a Marcelo candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foi recebido esta tarde, nos Paços do Concelho do Funchal, pelo Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, a convite deste, e à margem das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que estão a decorrer na cidade. O Executivo Municipal e o Presidente da Assembleia Municipal estiveram, igualmente, presentes na ocasião. Miguel Silva Gouveia convidou o Presidente da República a assinar o Livro de Honra da Cidade, no átrio dos Paços do Concelho, e aproveitou a ocasião para oferecer a Marcelo Rebelo de Sousa um dossier da candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura em 2027. O Presidente da República agradeceu o gesto e a receção, tendo manifestado o apreço pelo convite a visitar a edilidade, e desejado votos de felicidade a esta candidatura que a capital da Região Autónoma da Madeira tem em curso. Apesar da visita não estar prevista no programa, Miguel Silva Gouveia agradeceu “a disponibilidade do Sr. Presidente da República em assinalar a sua vinda à Região, e as comemorações oficiais na cidade, com uma visita à Câmara de todos os funchalenses. É uma atitude que dignifica a população, num momento a todos os níveis histórico para o Funchal, e se há um desígnio coletivo que nos importava transmitir ao Sr. Presidente da República, é sem dúvida a candidatura Funchal 2027 a Capital Europeia da Cultura.” “Entregámos, deste modo, a Marcelo Rebelo de Sousa, um dossier que contém as principais linhas programáticas da nossa candidatura, sob o lema «Além do mapa, uma cidade de encontros", assumindo a ambição de agregar no projeto, para além do Arquipélago, a nossa diáspora e as regiões ultraperiféricas. A mais antiga cidade atlântica quer ser a primeira urbe ultraperiférica a merecer o título de Capital Europeia da Cultura e acredito que este é um propósito que sensibilizou o Sr. Presidente da República.” O Presidente da CMF acompanhou, de resto, o programa da tarde, que contemplou a entrega ao Presidente da República, pela Associação Académica da Universidade da Madeira, da coleção de 6 volumes da História da Madeira, do Professor Rui Carita, na Reitoria da Universidade, e ainda o lançamento do livro “A Autonomia da Madeira”, de Manuel Pestana dos Reis, que teve lugar na Assembleia Legislativa Regional.

Miguel Silva Gouveia apresentou a Marcelo candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, foi recebido esta tarde, nos Paços do Concelho do Funchal, pelo Presidente da Câmara Municipal do Funchal, Miguel Silva Gouveia, a convite deste, e à margem das Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, que estão a decorrer na cidade. O Executivo Municipal e o Presidente da Assembleia Municipal estiveram, igualmente, presentes na ocasião. Miguel Silva Gouveia convidou o Presidente da República a assinar o Livro de Honra da Cidade, no átrio dos Paços do Concelho, e aproveitou a ocasião para oferecer a Marcelo Rebelo de Sousa um dossier da candidatura do Funchal a Capital Europeia da Cultura em 2027. O Presidente da República agradeceu o gesto e a receção, tendo manifestado o apreço pelo convite a visitar a edilidade, e desejado votos de felicidade a esta candidatura que a capital da Região Autónoma da Madeira tem em curso. Apesar da visita não estar prevista no programa, Miguel Silva Gouveia agradeceu “a disponibilidade do Sr. Presidente da República em assinalar a sua vinda à Região, e as comemorações oficiais na cidade, com uma visita à Câmara de todos os funchalenses. É uma atitude que dignifica a população, num momento a todos os níveis histórico para o Funchal, e se há um desígnio coletivo que nos importava transmitir ao Sr. Presidente da República, é sem dúvida a candidatura Funchal 2027 a Capital Europeia da Cultura.” “Entregámos, deste modo, a Marcelo Rebelo de Sousa, um dossier que contém as principais linhas programáticas da nossa candidatura, sob o lema «Além do mapa, uma cidade de encontros", assumindo a ambição de agregar no projeto, para além do Arquipélago, a nossa diáspora e as regiões ultraperiféricas. A mais antiga cidade atlântica quer ser a primeira urbe ultraperiférica a merecer o título de Capital Europeia da Cultura e acredito que este é um propósito que sensibilizou o Sr. Presidente da República.” O Presidente da CMF acompanhou, de resto, o programa da tarde, que contemplou a entrega ao Presidente da República, pela Associação Académica da Universidade da Madeira, da coleção de 6 volumes da História da Madeira, do Professor Rui Carita, na Reitoria da Universidade, e ainda o lançamento do livro “A Autonomia da Madeira”, de Manuel Pestana dos Reis, que teve lugar na Assembleia Legislativa Regional.