Ministério da Educação lança vídeo para pais sobre acompanhamento de aulas em casa

O Ministério da Educação lançou hoje um vídeo com conselhos para os pais acompanharem o trabalho escolar dos filhos em casa, lembrando que “os alunos não estão de férias”. Num vídeo dirigido aos encarregados de educação, a tutela recomenda que os horários estabelecidos pela escola sejam cumpridos e que o trabalho diário dos alunos seja acompanhado, sublinhando que, mesmo à distância, “não se pode faltar às aulas”.   Alguns dos 10 conselhos do Ministério da Educação passam por verificar se todos os trabalhos propostos são realizados, manter o contacto com os professores e diretores de turma, e ajudar a identificar as dúvidas que os alunos possam querer colocar aos professores. O ministério aconselha também que os pais aproveitem este período para promover outras atividades que os alunos possam desenvolver em casa, como o exercício físico ou a leitura, numa altura em que cerca de dois milhões de alunos estão a ter aulas à distância. “Aproveite os tempos livres entre aulas para que haja leitura, muita leitura”, aconselha a tutela no vídeo publicado na página do Youtube da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, em que também são promovidas as visitas a museus e exposições virtuais.      

Ministério da Educação lança vídeo para pais sobre acompanhamento de aulas em casa
O Ministério da Educação lançou hoje um vídeo com conselhos para os pais acompanharem o trabalho escolar dos filhos em casa, lembrando que “os alunos não estão de férias”. Num vídeo dirigido aos encarregados de educação, a tutela recomenda que os horários estabelecidos pela escola sejam cumpridos e que o trabalho diário dos alunos seja acompanhado, sublinhando que, mesmo à distância, “não se pode faltar às aulas”.   Alguns dos 10 conselhos do Ministério da Educação passam por verificar se todos os trabalhos propostos são realizados, manter o contacto com os professores e diretores de turma, e ajudar a identificar as dúvidas que os alunos possam querer colocar aos professores. O ministério aconselha também que os pais aproveitem este período para promover outras atividades que os alunos possam desenvolver em casa, como o exercício físico ou a leitura, numa altura em que cerca de dois milhões de alunos estão a ter aulas à distância. “Aproveite os tempos livres entre aulas para que haja leitura, muita leitura”, aconselha a tutela no vídeo publicado na página do Youtube da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, em que também são promovidas as visitas a museus e exposições virtuais.