ModaLisboa: 56.ª edição tem início hoje e é a primeira 100% digital

A edição da ModaLisboa que começa hoje é a primeira 100% digital, dando assim oportunidade a todos de acompanharem, através de ecrãs de computadores, telemóveis ou televisões, as apresentações das coleções de mais de 20 marcas e designers. A primeira edição 100% digital da ModaLisboa, a 56.ª, acontece 30 anos depois da 1.ª, que decorreu em abril de 1991 no Teatro São Luiz. Nessa altura, 13 criadores apresentaram coleções para o inverno de 1991/92. Em abril de 2021, entre hoje e domingo, serão mais de 20 as marcas e criadores nacionais a apresentarem as suas propostas, sem estação associada, à semelhança da edição anterior. Segundo a organização, serão quatro dias “para celebrar a Moda de autor, debater Sustentabilidade e Futuro, conhecer a fundo projetos internacionais e a indústria têxtil nacional, comprar Design português e assistir ao encontro entre Moda e inovação”. Através de uma aplicação para telemóveis e 'tablets', de uma aplicação 'TV' para clientes Meo, de um ‘microsite’ e das contas da ModaLisboa nas várias redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter), vai ser possível ver, além dos desfiles, entrevistas, reportagens de bastidores, conversas, 'workshops', uma “exposição digital de talento” e fazer compras numa loja 'online'. Entre as marcas e criadores que apresentam coleções nesta edição estão Béhen, Nuno Baltazar, Awaytomars, Hibu, Buzina, Constança Entrudo, Valentim Quaresma, Carlos Gil, Gonçalo Peixoto, Luís Carvalho, Ricardo Preto e Ricardo Andrez. Além disso, serão também apresentadas as coleções dos cinco finalistas do Sangue Novo, concurso destinado a finalistas de cursos superiores de Design de Moda de escolas nacionais e internacionais e jovens ‘designers’ em início de carreira. Em outubro do ano passado foram escolhidos para passar à final Andreia Reimão, Ari Paiva, Arndes, Fora de Jogo e Rafael Ferreira. Cada um recebeu mil euros para preparar a coleção que irá apresentar nesta edição. Aos prémios habitualmente atribuídos (prémio principal, atribuído em parceria com a escola italiana Polimoda, consiste num mestrado em Design de Moda ou em Design de Coleção mais uma bolsa de 3.500 euros; prémio em parceria com a Tintex Textiles traduz-se numa residência de três semanas naquela empresa mais uma bolsa de dois mil euros), nesta edição junta-se um outro, no valor de 1.500 euros, que resulta da votação do público. O programa das ‘Fast Talks’ e ‘Designer Talks’, inclui “conversas com especialistas, com designers, com ‘players’ da indústria, com todos os que fazem este setor e que continuam a ter muito para ensinar, para partilhar, para incutir mudança”. Além disso, haverá ‘workshops’, “dirigidos a profissionais, estudantes e entusiastas, apenas acessíveis por registo”, e ‘Story Sessions’, “em que diversos fazedores de mudança irão abrir uma janela para o futuro, fazendo um estado da arte da inovação”. Nesta edição, também o ‘Wonder Room’, uma loja temporária, ganha um formato digital. “Em www.modaLisboa.pt e na app ModaLisboa, esta montra curada pela Associação ModaLisboa, é construída de Moda, acessórios e design de produto, bem como de criações dos Designers — tanto dos que fazem parte do calendário, como daqueles que não apresentarão coleção esta estação. Cada peça disponível neste 'Wonder Room' encaminha o consumidor para a loja 'online' do Designer ou marca, onde se efetua a compra direta, reforçando a partilha e o tráfego dos pontos de venda dos criadores nacionais”, explica a organização. Ao longo destes 30 anos, a ModaLisboa realizou-se nos mais variados espaços da capital, do Mercado da Ribeira ao Pátio da Galé, passando pelo Pavilhão Carlos Lopes, a Estufa Fria ou o Museu da Cidade, e chegou a realizar-se em Cascais e, no mesmo concelho, no Estoril. A 56.ª edição da ModaLisboa, corganizada com a Câmara Municipal de Lisboa, será a primeira em que todos os desfiles são acessíveis ao público em geral, e não apenas a imprensa e convidados. Todas as informações sobre os horários e sobre como acompanhar a 56.ª edição podem ser consultadas em www.modalisboa.pt

ModaLisboa: 56.ª edição tem início hoje e é a primeira 100% digital
A edição da ModaLisboa que começa hoje é a primeira 100% digital, dando assim oportunidade a todos de acompanharem, através de ecrãs de computadores, telemóveis ou televisões, as apresentações das coleções de mais de 20 marcas e designers. A primeira edição 100% digital da ModaLisboa, a 56.ª, acontece 30 anos depois da 1.ª, que decorreu em abril de 1991 no Teatro São Luiz. Nessa altura, 13 criadores apresentaram coleções para o inverno de 1991/92. Em abril de 2021, entre hoje e domingo, serão mais de 20 as marcas e criadores nacionais a apresentarem as suas propostas, sem estação associada, à semelhança da edição anterior. Segundo a organização, serão quatro dias “para celebrar a Moda de autor, debater Sustentabilidade e Futuro, conhecer a fundo projetos internacionais e a indústria têxtil nacional, comprar Design português e assistir ao encontro entre Moda e inovação”. Através de uma aplicação para telemóveis e 'tablets', de uma aplicação 'TV' para clientes Meo, de um ‘microsite’ e das contas da ModaLisboa nas várias redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter), vai ser possível ver, além dos desfiles, entrevistas, reportagens de bastidores, conversas, 'workshops', uma “exposição digital de talento” e fazer compras numa loja 'online'. Entre as marcas e criadores que apresentam coleções nesta edição estão Béhen, Nuno Baltazar, Awaytomars, Hibu, Buzina, Constança Entrudo, Valentim Quaresma, Carlos Gil, Gonçalo Peixoto, Luís Carvalho, Ricardo Preto e Ricardo Andrez. Além disso, serão também apresentadas as coleções dos cinco finalistas do Sangue Novo, concurso destinado a finalistas de cursos superiores de Design de Moda de escolas nacionais e internacionais e jovens ‘designers’ em início de carreira. Em outubro do ano passado foram escolhidos para passar à final Andreia Reimão, Ari Paiva, Arndes, Fora de Jogo e Rafael Ferreira. Cada um recebeu mil euros para preparar a coleção que irá apresentar nesta edição. Aos prémios habitualmente atribuídos (prémio principal, atribuído em parceria com a escola italiana Polimoda, consiste num mestrado em Design de Moda ou em Design de Coleção mais uma bolsa de 3.500 euros; prémio em parceria com a Tintex Textiles traduz-se numa residência de três semanas naquela empresa mais uma bolsa de dois mil euros), nesta edição junta-se um outro, no valor de 1.500 euros, que resulta da votação do público. O programa das ‘Fast Talks’ e ‘Designer Talks’, inclui “conversas com especialistas, com designers, com ‘players’ da indústria, com todos os que fazem este setor e que continuam a ter muito para ensinar, para partilhar, para incutir mudança”. Além disso, haverá ‘workshops’, “dirigidos a profissionais, estudantes e entusiastas, apenas acessíveis por registo”, e ‘Story Sessions’, “em que diversos fazedores de mudança irão abrir uma janela para o futuro, fazendo um estado da arte da inovação”. Nesta edição, também o ‘Wonder Room’, uma loja temporária, ganha um formato digital. “Em www.modaLisboa.pt e na app ModaLisboa, esta montra curada pela Associação ModaLisboa, é construída de Moda, acessórios e design de produto, bem como de criações dos Designers — tanto dos que fazem parte do calendário, como daqueles que não apresentarão coleção esta estação. Cada peça disponível neste 'Wonder Room' encaminha o consumidor para a loja 'online' do Designer ou marca, onde se efetua a compra direta, reforçando a partilha e o tráfego dos pontos de venda dos criadores nacionais”, explica a organização. Ao longo destes 30 anos, a ModaLisboa realizou-se nos mais variados espaços da capital, do Mercado da Ribeira ao Pátio da Galé, passando pelo Pavilhão Carlos Lopes, a Estufa Fria ou o Museu da Cidade, e chegou a realizar-se em Cascais e, no mesmo concelho, no Estoril. A 56.ª edição da ModaLisboa, corganizada com a Câmara Municipal de Lisboa, será a primeira em que todos os desfiles são acessíveis ao público em geral, e não apenas a imprensa e convidados. Todas as informações sobre os horários e sobre como acompanhar a 56.ª edição podem ser consultadas em www.modalisboa.pt