Motociclista tem acidente fatal na Via Rápida

Os ferimentos foram irreverssíveis e o óbito foi dado no local pelo médico da EMIR. Também compareceu uma equipa pré-hospitalar dos Bombeiros Voluntários Madeirenses, apoiados por uma ambulância, e uma equipa médica da EMIR. Apesar dos esforços das equipas de socorro, um homem de 50 e poucos anos acabou por falecer após um aparatoso acidente rodoviário na Via Rápida, no sentido Caniço-Funchal. Trata-se de um motociclista. Segundo uma fonte dos bombeiros, os ferimentos foram graves e irreversíveis, apesar do esforço das equipas de socorro, incluindo a equipa médica da EMIR. No local permanece o corpo do malogrado motociclista que aguarda pelo delegado de saúde. A PSP tomou conta do acidente e vai agora apurar as causas do trágico acidente rodoviário.

Motociclista tem acidente fatal na Via Rápida
Os ferimentos foram irreverssíveis e o óbito foi dado no local pelo médico da EMIR. Também compareceu uma equipa pré-hospitalar dos Bombeiros Voluntários Madeirenses, apoiados por uma ambulância, e uma equipa médica da EMIR. Apesar dos esforços das equipas de socorro, um homem de 50 e poucos anos acabou por falecer após um aparatoso acidente rodoviário na Via Rápida, no sentido Caniço-Funchal. Trata-se de um motociclista. Segundo uma fonte dos bombeiros, os ferimentos foram graves e irreversíveis, apesar do esforço das equipas de socorro, incluindo a equipa médica da EMIR. No local permanece o corpo do malogrado motociclista que aguarda pelo delegado de saúde. A PSP tomou conta do acidente e vai agora apurar as causas do trágico acidente rodoviário.