"O controlo da matéria sólida é importantíssimo", afirma Amílcar Gonçalves

Amílcar Gonçalves afirmou que "o controlo da matéria sólida é importantíssimo", recorrendo à intempérie do 20 de fevereiro para justificar a sua afirmação.  Em resposta à questão colocada pela deputada socialista Sílvia Silva acerca das intervenções nas ribeiras e do impacto que estas teriam no caso de haver uma aluvião, o antigo governante explicou que as intervenções devem ser feitas de modo calculado, isto é, depende do grau e da zona onde se encontra o material sólido e lenhoso acumulado. Questionado se há registos da quantidade de material extraído das ribeiras, Amílcar Gonçalves disse que não há essa quantificação e que a sua única preocupação foi saber que as linhas de água ficavam desobstruídas.   

"O controlo da matéria sólida é importantíssimo", afirma Amílcar Gonçalves
Amílcar Gonçalves afirmou que "o controlo da matéria sólida é importantíssimo", recorrendo à intempérie do 20 de fevereiro para justificar a sua afirmação.  Em resposta à questão colocada pela deputada socialista Sílvia Silva acerca das intervenções nas ribeiras e do impacto que estas teriam no caso de haver uma aluvião, o antigo governante explicou que as intervenções devem ser feitas de modo calculado, isto é, depende do grau e da zona onde se encontra o material sólido e lenhoso acumulado. Questionado se há registos da quantidade de material extraído das ribeiras, Amílcar Gonçalves disse que não há essa quantificação e que a sua única preocupação foi saber que as linhas de água ficavam desobstruídas.