Olavo Câmara defende apoios aos agricultores para fazer face às consequências da Covid-19

O deputado do PS-M à Assembleia da República, Olavo Câmara, defende apoios aos agricultores para o escoamento dos seus produtos e para fazer face às perdas causadas pela Covid-19. O parlamentar é da opinião que "deve haver uma concertação entre os Governos da República e Regional, de modo a que os produtores madeirenses possam ter acesso a quaisquer medidas que venham a ser tomadas". Ontem, na audição à ministra da Agricultura, realizada por videoconferência, Olavo Câmara lembrou que o desenvolvimento da agricultura nos últimos anos "esteve muito ligado ao crescimento turístico e a uma preferência cada vez maior por uma experiência local, autêntica e de qualidade, mas constatou que, atualmente, vivemos tempos difíceis e de incerteza, que interromperam todo este desenvolvimento dos vários setores económicos, em particular o do turismo, o que, por sua vez, causou problemas à agricultura". O socialista madeirense referiu que o encerramento de hotéis e restaurantes suspendeu um dos canais preferenciais de escoamento dos nossos produtos, com grandes consequências e perdas para os nossos produtores. Uma situação que, sustentou, é sentida em todo o território nacional, mas em particular nas Regiões Autónomas, o que, devido às suas especificidades por todos conhecidas, vem acrescentar uma maior dificuldade aos produtores. "No caso particular da Madeira, com um setor turístico que representa 25% do PIB regional agora suspenso, os nossos produtores perderam um dos principais meios de escoamento dos seus produtos, pelo que é preciso garantir uma solução para o seu escoamento ou assegurar apoios às perdas existentes", afirmou Olavo Câmara. Reconhecendo que os governos regionais têm meios próprios para acudir ao setor agrícola regional, à luz da sua Autonomia, o deputado socialista considerou que, "num momento em que todos os esforços contam, é essencial agilizar os canais de comunicação e medidas de apoio entre os Governos Regionais e da República, com o acesso das Regiões Autónomas a todas as medidas que venham a surgir para ajudar os nossos agricultores".   O parlamentar questionou ainda a ministra sobre se esta comunicação entre governos acontece e se as medidas de apoio chegam às Regiões Autónomas e têm em atenção as suas especificidades e particularidades.  

Olavo Câmara defende apoios aos agricultores para fazer face às consequências da Covid-19
O deputado do PS-M à Assembleia da República, Olavo Câmara, defende apoios aos agricultores para o escoamento dos seus produtos e para fazer face às perdas causadas pela Covid-19. O parlamentar é da opinião que "deve haver uma concertação entre os Governos da República e Regional, de modo a que os produtores madeirenses possam ter acesso a quaisquer medidas que venham a ser tomadas". Ontem, na audição à ministra da Agricultura, realizada por videoconferência, Olavo Câmara lembrou que o desenvolvimento da agricultura nos últimos anos "esteve muito ligado ao crescimento turístico e a uma preferência cada vez maior por uma experiência local, autêntica e de qualidade, mas constatou que, atualmente, vivemos tempos difíceis e de incerteza, que interromperam todo este desenvolvimento dos vários setores económicos, em particular o do turismo, o que, por sua vez, causou problemas à agricultura". O socialista madeirense referiu que o encerramento de hotéis e restaurantes suspendeu um dos canais preferenciais de escoamento dos nossos produtos, com grandes consequências e perdas para os nossos produtores. Uma situação que, sustentou, é sentida em todo o território nacional, mas em particular nas Regiões Autónomas, o que, devido às suas especificidades por todos conhecidas, vem acrescentar uma maior dificuldade aos produtores. "No caso particular da Madeira, com um setor turístico que representa 25% do PIB regional agora suspenso, os nossos produtores perderam um dos principais meios de escoamento dos seus produtos, pelo que é preciso garantir uma solução para o seu escoamento ou assegurar apoios às perdas existentes", afirmou Olavo Câmara. Reconhecendo que os governos regionais têm meios próprios para acudir ao setor agrícola regional, à luz da sua Autonomia, o deputado socialista considerou que, "num momento em que todos os esforços contam, é essencial agilizar os canais de comunicação e medidas de apoio entre os Governos Regionais e da República, com o acesso das Regiões Autónomas a todas as medidas que venham a surgir para ajudar os nossos agricultores".   O parlamentar questionou ainda a ministra sobre se esta comunicação entre governos acontece e se as medidas de apoio chegam às Regiões Autónomas e têm em atenção as suas especificidades e particularidades.