Ordem dos Médicos falhou na parte disciplinar no caso do bebé de Setúbal - bastonário

O bastonário dos Médicos assumiu hoje no parlamento que a Ordem falhou na parte disciplinar no caso do obstetra Artur Carvalho e anunciou que quer que a Ordem passe a fazer auditorias clínicas às unidades de saúde. “Nas funções que a Ordem...

Ordem dos Médicos falhou na parte disciplinar no caso do bebé de Setúbal - bastonário
O bastonário dos Médicos assumiu hoje no parlamento que a Ordem falhou na parte disciplinar no caso do obstetra Artur Carvalho e anunciou que quer que a Ordem passe a fazer auditorias clínicas às unidades de saúde. “Nas funções que a Ordem tem a Ordem não consegue antecipar [erros ou falhas] A ordem falhou. Estou a assumir isso. A Ordem falhou na parte disciplinar e espero que não volte a falhar mais”, afirmou Miguel Guimarães aos deputados da comissão parlamentar de Saúde. Quanto à parte disciplinar, o bastonário assume que houve falhas na falta de análise às queixas em relação ao obstetra Artur Carvalho, que não identificou ou não comunicou as malformações graves no bebé que nasceu em outubro em Setúbal sem parte do rosto. No que respeita à atuação da clínica que afinal não tinha convenções com o Serviço Nacional de Saúde (SNS), Miguel Guimarães sublinha que cabe a outras entidades essa análise e fiscalização, nomeadamente à Administração Regional de Saúde e à Entidade Reguladora da Saúde.