Os rostos das Estrelas Michelin da Madeira

Il Gallo d'Oro, situado no Funchal, com o 'chef' Benoît Sinthon, mantém as suas duas Estrelas Michelin. O William, também no Funchal, com os 'chefs' Luís Pestana e Joachim Koerper, foi distinguido pelo Guia Michelin em 2020, mantendo assim...

Os rostos das Estrelas Michelin da Madeira
Il Gallo d'Oro, situado no Funchal, com o 'chef' Benoît Sinthon, mantém as suas duas Estrelas Michelin. O William, também no Funchal, com os 'chefs' Luís Pestana e Joachim Koerper, foi distinguido pelo Guia Michelin em 2020, mantendo assim a sua estrela. No total, Portugal sobe para sete o número de restaurantes com duas estrelas e mantém 20 estabelecimentos com uma estrela. A gala de apresentação do Guia Michelin Espanha e Portugal 2020 decorreu hoje em Sevilha, marcando também os 110 anos do lançamento do 'guia ibérico'. O restaurante Casa de Chá da Boa Nova (Leça da Palmeira, 'chef' Rui Paula) ganhou a segunda estrela do Guia Michelin Espanha e Portugal 2020, que atribuiu a primeira estrela a quatro estabelecimentos portugueses e retirou a outros três. Além disso, os restaurantes Epur (Lisboa, 'chef' Vincent Farges), Fifty Seconds by Martín Berasategui (Lisboa, 'chef' Filipe Carvalho), Mesa de Lemos (Viseu, chef Diogo Rocha) e Vistas (Vila Nova de Cacela, 'chef' Rui Silvestre) são as novidades na primeira categoria ('cozinha de grande nível, compensa parar') do Guia Michelin ibérico. Por outro lado, três restaurantes portugueses perdem em 2020 a estrela que detinham: L'And Vineyards (Montemor-o-Novo, 'chef' José Miguel Tapadejo, após a saída de Miguel Laffan), Willie's (Vilamoura, 'chef' Willie Wurguer) e Henrique Leis (Almancil, 'chef' Henrique Leis) - que em julho foi o primeiro 'chef' em Portugal a anunciar que queria abdicar da estrela, que detinha há 19 anos. Na edição do próximo ano, há seis novos restaurantes portugueses com a categoria 'Bib Gourmand' (boa relação qualidade/preço): Casa Chef Victor Felisberto (Abrantes), Solar do Bacalhau (Coimbra), La Babachris (Guimarães), Saraiva's (Lisboa), In Diferente (Porto) e Ó Balcão (Santarém). Refira-se que nenhuma entidade oficial representou Portugal durante a gala desta noite.