Pais dizem que pagaram milhares de dólares para a filha chegar ao Reino Unido

Os pais de uma jovem vietnamita dada como uma das 39 vítimas mortais encontradas num camião, em Essex, Londres, falaram à CNN sobre o desgosto que sentem pela morte da filha e pelo dinheiro que pagaram a alegados contrabandistas para a levarem...

Pais dizem que pagaram milhares de dólares para a filha chegar ao Reino Unido
Os pais de uma jovem vietnamita dada como uma das 39 vítimas mortais encontradas num camião, em Essex, Londres, falaram à CNN sobre o desgosto que sentem pela morte da filha e pelo dinheiro que pagaram a alegados contrabandistas para a levarem até ao Reino Unido em busca de uma vida melhor. Pham Thi Tra, de 26 anos, tornou-se no rosto desta tragédia, que abalou o mundo, a partir do momento em que foi divulgada aquela que terá sido a última mensagem enviada pela jovem aos pais, a dar-lhes conta de que estaria a morrer. Terá escrito na mensagem: "Sinto muito, mãe. A minha viagem ao exterior não foi bem-sucedida. Mãe, eu te amo muito! Estou morrendo porque não consigo respirar ... sou de Nghen, Can Loc, Ha Tinh, Vietnã ... desculpe, mãe." Segundo relatou o pai à CNN, os contrabandistas ter-lhe-ão cobrado milhares de dólares e disseram-lhe que a viagem seria feita por uma rota segura. "As pessoas iriam de avião, carro... se eu soubesse que ela seguiria essa rota, não a teria deixado ir", disse o homem. Os pais devastados esperam agora que as autoridades britânicas e vietnamitas enviem o corpo da filha para casa, uma casa muito modesta de Nghen. Entretanto, a comunidade vietnamita no Reino Unido está a recolher fotos e informações sobre pessoas desaparecidas conhecidas na esperança de identificar as que estão sendo mantidas no necrotério do hospital Broomfield.   A CNN e o Daily Mirror dão conta de que existe já uma lista de desaparecidos e que as famílias foram aconselhadas a não publicarem as fotos dos seus familiares online.