Paulo Neves defende “agenda comum” com o PSD/Açores

Uma “agenda comum e partilhada, que corresponda aos desafios conjuntos e faça com que o PSD ganhe outra força, articulação e dimensão insular”. Esta foi uma das principais ideias que o deputado Paulo Neves deixou, ontem, no encerramento do...

Paulo Neves defende “agenda comum” com o PSD/Açores
Uma “agenda comum e partilhada, que corresponda aos desafios conjuntos e faça com que o PSD ganhe outra força, articulação e dimensão insular”. Esta foi uma das principais ideias que o deputado Paulo Neves deixou, ontem, no encerramento do XXIV Congresso Regional do PSD/Açores, onde representou o PSD/Madeira, numa oportunidade em que fez questão de vincar que “a união e mobilização de todos os militantes social-democratas é essencial neste momento, concretamente nos Açores, onde se espera que o partido venha a ultrapassar, com sucesso, o desafio das Eleições Regionais”. “O PSD, na Madeira, tem resistido ao Partido Socialista e continuamos a ser a Região, por excelência, onde a social-democracia se mantém na governação em Portugal”, disse, na ocasião, o deputado social-democrata eleito pelo PSD/M à Assembleia da República. Na sua intervenção deixou ainda um apelo para que o PSD reforce a sua luta pela Autonomia e o seu combate “aos verdadeiros inimigos políticos”, neste caso, “o Partido Socialista”. A este propósito, lembrou que a Madeira sabe bem o que é enfrentar o PS, até porque o candidato nas últimas Eleições Regionais, pelo PS, “foi António Costa e, mesmo assim, foi derrotado”. “Temos de estar atentos e ainda mais interventivos no respeitante à defesa dos interesses da nossa população, um papel que nos compete exercer e que temos de saber afirmar, no todo nacional”, salientou, deixando claro que o PSD/Madeira está totalmente disponível para apoiar o PSD/Açores naquilo que for considerado pertinente. E isso porque, conforme sublinhou, “a vitória do nosso partido nesta Região (Açores) será também a nossa vitória”, rematou.