PCTP exige suspensão imediata de qualquer intervenção na estrada das Ginjas

Um governo de "vândalos" e "ignaros" ameaça a desclassificação pela Unesco da Floresta Laurissilva como Património Mundial Natural, com a decisão de abrir a Estrada das Ginjas ao trânsito automóvel. A queixa parte da candidatura do PPCTP/MRPP...

PCTP exige suspensão imediata de qualquer intervenção na estrada das Ginjas
Um governo de "vândalos" e "ignaros" ameaça a desclassificação pela Unesco da Floresta Laurissilva como Património Mundial Natural, com a decisão de abrir a Estrada das Ginjas ao trânsito automóvel. A queixa parte da candidatura do PPCTP/MRPP às eleições regionais da Madeira. O partido, através de uma nota enviada à comunicação social, lembra que os mais conceituados membros da comunidade científica na área da defesa do ambiente, como Raimundo Quintal e Henrique Costa Neves, vieram já denunciar este "atentado de consequências desastrosas para a Madeira e para a humanidade que o Governo do PSD de Albuquerque está a preparar".  E o que é ainda mais escandaloso, defendem, "é que o criminoso investimento de cerca de 7 milhões de euros que o governo pretende fazer na construção desta estrada seria comparticipado por fundos comunitários – ou seja, pela mesma União Europeia (amiga do ambiente) que entrega os mares da Região à rapina das frotas pesqueiras estrangeiras". Ao mesmo tempo que exige a suspensão imediata e proibição de qualquer intervenção na Estrada das Ginjas, o PCTP/MRPP reclama também que nenhuma medida ou decisão que afete o ambiente e a natureza, designadamente a flora e a fauna da Região, possa ser tomada sem a autorização dos membros e associações da comunidade científica madeirense. Esta candidatura defende ainda que seria bom, também, que sobre esta matéria se pronunciassem partidos como o PS de Cafôfo, que não há muito tempo chegaram a autorizar, sem êxito, o regresso do gado caprino e ovino às serras do Funchal, pondo em causa o hercúleo trabalho de salvaguarda da biodiversidade desenvolvido pela Associação dos Amigos do Parque Ecológico  do Funchal, sob a direcção do Professor Raimundo Quintal.