Pe. João Carlos Homem de Gouveia é o novo Arcipreste da Calheta

Pe. João Carlos Homem de Gouveia é o novo Arcipreste da Calheta
Pe. João Carlos na apresentação da obra "Arco da Calheta - Património Religioso e Alguns Aspetos do Quotidiano", de Paulo Ladeira.

O Pe. João Carlos Homem de Gouveia é o novo Arcipreste da Calheta para o triénio 2020-2023. A decisão do Bispo do Funchal foi dada a conhecer por decreto datado de 3 de janeiro.

A Diocese do Funchal é constituída por 96 paróquias, que estão divididas em sete Arciprestados (zonas pastorais). Cada um dos sete arciprestados tem um sacerdote responsável, que coordena as reuniões mensais entre os sacerdotes que compõe o Arciprestado, com o objetivo de formar e atualizar permanente o clero, a oração em comum, o encontro e convívio, a partilha das informações e atividades da Diocese do Funchal e pastoral das paróquias. 

Assim sendo, o Pe. João Carlos Homem de Gouveia é novo responsável pelo Arciprestado da calheta. O Pe. Johnny Sé Aguiar, pelo Arciprestado da Ribeira Brava e Ponta do Sol e o Pe. Marcos Paulo Abreu Pinto, pelo Arciprestado de Cª de Lobos.

Seguindo, o Arciprestado do Funchal, tem como responsável o Pe. António Hector de Araújo Figueira, o Arciprestado de Machico e Santa Cruz, o Cón. Rui Alberto Fernandes Pontes, Santana, o Pe. José Afonso de Nóbrega Rodrigues e o Arciprestado de São Vicente e Porto Moniz, o Pe. Élio de Freitas Gomes.

A tomada de posse acontece amanhã, dia 10 de janeiro, no primeiro conselho de Arciprestes deste triénio.