Pedófilo usava filha adotiva como isco para atrair outras crianças na Alemanha

Dois homens foram condenados a 13 e 12 anos de prisão na Alemanha, após abusarem sexualmente de dezenas de meninas, entre os três e os 14 anos de idade.  Além disso, refere o semanário SOL, os homens produziram mais de 450 vídeos de pornografia...

Pedófilo usava filha adotiva como isco para atrair outras crianças na Alemanha
Dois homens foram condenados a 13 e 12 anos de prisão na Alemanha, após abusarem sexualmente de dezenas de meninas, entre os três e os 14 anos de idade.  Além disso, refere o semanário SOL, os homens produziram mais de 450 vídeos de pornografia infantil.  Os casos tiveram lugar entre 1998 a 2018, altura em que pelo menos, 34 crianças foram violadas pelos agressores, num parque de campismo, em Luegde, na Alemanha. Um dos homens, que alegadamente geria uma rede de pedófilos, vivia no parque de campismo com a filha adotiva de seis anos que seria usada como isco para atrair outras crianças. A medida de seis anos foi adoptada pelo pedófilo em 2016, numa altura em que este já tinha sido acusado de ter cometido abuso sexual, algo que um dos advogados das vítimas acha "absurdo".  Roman von Alvensleben, citado pelo CNN, acredita que “as autoridades estavam cientes do que estava a acontecer. “As crianças conhecem-se em festas de aniversário; depois os pais sugerem que as crianças brinquem juntos ou que visitem o parque de diversões juntos”, declarou.