Pedras na estrada condicionam circulação

Uma pedra de grandes dimensões e outra mais pequena estão a condicionar o trânsito na estrada entre as Cruzinhas e o Lombo de Cima, no Faial. Trata-se de uma ligação relativamente movimentada, onde passam diariamente dezenas de viaturas entre...

Pedras na estrada condicionam circulação
Uma pedra de grandes dimensões e outra mais pequena estão a condicionar o trânsito na estrada entre as Cruzinhas e o Lombo de Cima, no Faial. Trata-se de uma ligação relativamente movimentada, onde passam diariamente dezenas de viaturas entre autocarros de transporte público e de passageiros e outro tipo de veículos.  A estrada em causa está identificada pelas autoridades regionais como zona a intervencionar, mas apenas tem sofrido ligeiros melhoramentos. O desprendimento de pedras nesta zona é motivo de preocupação por parte dos moradores que já manifestaram a sua apreensão às entidades regionais. O próprio Governo Regional prometeu recentemente uma intervenção de fundo na escarpa para conter a frequente queda de pedras e a obra até se encontra inscrita no Orçamento Regional. Porém, a obra ainda não foi para o terreno e as pedras continuam a cair para a estrada.  Há poucos anos, nesta mesma zona, um automóvel que por ali passava ficou parcialmente destruído ao ser atingido por uma árvore que caiu sobre o carro e furou o tejadilho. Só por milagre não houve ferimentos graves. Ao longo dos últimos anos, o JM já deu conta da fragilidade desta escarpa em vários momentos, com relato de sucessivos episódios de queda de pedras para a estrada.  Hoje, voltou a acontecer. Ao que sabemos, o trânsito está condicionado e apenas as viaturas ligeiras podem circular até que seja removida a pedra de grande porte que caiu em plena via.