Pedro Fernandes critica anúncio que promove viagens para o Funchal com imagem do Porto Santo

O apresentador Pedro Fernandes, atualmente de férias na Ilha Dourada, recorreu às redes sociais para deixar críticas à companhia aérea easyJet devido a uma imagem promocional do Funchal em que é utilizada uma fotografia da praia do Porto Santo.  "O que vão depois dizer aos turistas enganados quando aterrarem no Funchal e pedirem um táxi para Porto Santo", questiona Pedro Fernandes, que lembra que há relatos de casos semelhantes. "Não é bom para o Funchal nem para Porto Santo. Ganha-se alguma coisa em desviar passageiros para o Funchal? Não", acrescentou ainda. Pedro Fernandes considera que "quanto mais cedo se perceber que o desenvolvimento de Porto Santo é também o desenvolvimento do Arquipélago da Madeira, mais o Arquipélago crescerá. Ambas as ilhas têm a ganhar." Sugere ainda que "uma ótima forma de começar seria com voos low cost para Porto Santo", e dirigindo-se para a easyJet, refere que desta forma "escusavam de mentir nos cartazes". Veja a publicação:  

Pedro Fernandes critica anúncio que promove viagens para o Funchal com imagem do Porto Santo
O apresentador Pedro Fernandes, atualmente de férias na Ilha Dourada, recorreu às redes sociais para deixar críticas à companhia aérea easyJet devido a uma imagem promocional do Funchal em que é utilizada uma fotografia da praia do Porto Santo.  "O que vão depois dizer aos turistas enganados quando aterrarem no Funchal e pedirem um táxi para Porto Santo", questiona Pedro Fernandes, que lembra que há relatos de casos semelhantes. "Não é bom para o Funchal nem para Porto Santo. Ganha-se alguma coisa em desviar passageiros para o Funchal? Não", acrescentou ainda. Pedro Fernandes considera que "quanto mais cedo se perceber que o desenvolvimento de Porto Santo é também o desenvolvimento do Arquipélago da Madeira, mais o Arquipélago crescerá. Ambas as ilhas têm a ganhar." Sugere ainda que "uma ótima forma de começar seria com voos low cost para Porto Santo", e dirigindo-se para a easyJet, refere que desta forma "escusavam de mentir nos cartazes". Veja a publicação: