Pedro Nunes falou 'Da boca pra fora' aos alunos de Santana

Foi com Pedro Nunes, o autor do livro lançado pelo JM ‘Da boca pra fora’, que abriu, esta manhã, a Feira do Livro da Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral, em Santana. No auditório, e com o sentido de humor que lhe é característico,...

Pedro Nunes falou 'Da boca pra fora' aos alunos de Santana
Foi com Pedro Nunes, o autor do livro lançado pelo JM ‘Da boca pra fora’, que abriu, esta manhã, a Feira do Livro da Escola Básica e Secundária Bispo D. Manuel Ferreira Cabral, em Santana. No auditório, e com o sentido de humor que lhe é característico, o médico dentista falou, em tom descontraído, para duas turmas do 10.º ano, sobre o seu primeiro livro, mas também sobre alguns aspetos da sua vida pessoal. Entre assuntos mais sérios do que outros, Pedro Nunes conseguiu captar a atenção dos estudantes e, em alguns momentos, algumas gargalhadas, sobretudo quando o cronista descreveu alguns episódios do seu dia-a-dia enquanto médico, pai e marido. Refira-se que esta foi a primeira apresentação do livro ‘Da boca pra fora’ numa escola. Na sessão de abertura, Inês Andrade, diretora do Conselho Executivo da escola, começou por agradecer o apoio da Câmara Municipal de Santana por ter oferecido 80 exemplares do livro, salientando que tem sido objetivo deste estabelecimento de ensino envolver a comunidade escolar com assuntos relacionados com a leitura. Sobre o autor, a responsável assumiu-se leitora assídua de Pedro Nunes, confessando que gosta particularmente da análise crítica que o autor faz sobre assuntos da atualidade. “Tento ler e interpretar porque é isso que é importante em cada um de vós. A leitura pode fazer-se de várias formas, mas depois casa um tira as suas ilações e as inferências que são necessárias para o seu pensamento e análise do assunto que tem à sua frente”, contou Inês Andrade dirigindo-se aos alunos. Já a professora responsável pela realização da Feira do Livro, Rita Abreu, apelou à leitura, não só como forma de se conseguir uma escrita mais correta, mas também como um meio de se viajar para uma realidade diferente e de se ganhar um sentido mais crítico e apurado sobre a vida. Por fim, e também presente nesta sessão de abertura, a vereadora na Câmara Municipal de Santana, com o pelouro da Educação e Cultura, Élia Gouveia, aproveitou a ocasião para anunciar que, na próxima quinta-feira, dia 20 de fevereiro, haverá uma apresentação pública deste livro, pelas 20h00, no salão nobre da Câmara. De acordo com a vereadora, como o livro foi escrito e ilustrado por duas pessoas com ligação a Santana – Pedro Nunes dá consultas e David Monteiro é professor de educação visual na escola básica do 1.º ciclo – a autarquia adquiriu cerca de 400 exemplares da obra para serem oferecidos nesta apresentação.