Pelo menos dois mortos e 1.400 desalojados após passagem de ciclone em Madagáscar

As autoridades malgaxes anunciaram hoje que a passagem do ciclone Belna pelo noroeste de Madagáscar provocou dois mortos, três feridos e deixou 1.400 pessoas desalojadas, naquela que foi a primeira tempestade tropical da época. O ciclone atingiu...

Pelo menos dois mortos e 1.400 desalojados após passagem de ciclone em Madagáscar
As autoridades malgaxes anunciaram hoje que a passagem do ciclone Belna pelo noroeste de Madagáscar provocou dois mortos, três feridos e deixou 1.400 pessoas desalojadas, naquela que foi a primeira tempestade tropical da época. O ciclone atingiu a cidade costeira de Soalala, onde as casas de mais de 1.400 habitantes foram destruídas, danificadas ou alagadas, de acordo com o coronel Elack Olivier Andriakaja, do gabinete nacional de gestão de catástrofes. O responsável desmentiu que os relatos que apontavam para nove mortos. Os desalojados foram temporariamente abrigados em escolas, mesquitas e gabinetes governamentais locais, mas Andriakaja sublinhou que estes precisam de comida. Também edifícios estatais e várias estradas foram danificadas pela intempérie. Responsáveis citados pela Associated Press referem que várias provisões alimentares serão enviadas por mar até Soalala. O primeiro-ministro malgaxe, Christian Ntsay, irá até à região para analisar os danos. Um deputado parlamentar eleito por Soalala referiu que os ventos retiraram os telhados de 80% das casas da cidade, tendo acrescentado que a água se continua a elevar pela cidade. A classificação do Belna foi reduzida para tempestade tropical e neste momento dirige-se para sul da principal ilha do arquipélago. Ainda assim, são esperadas chuvas e rajadas fortes até quarta-feira, dia em que o departamento meteorológico malgaxe acredita que o ciclone deverá terminar.