Pista de patinagem é a proposta mais votada do Orçamento Participativo da Madeira

Tem 2,386 votos a proposta de construção de uma pista de patinagem na zona oeste da Madeira, mais precisamente nos Prazeres, para servir os concelhos da Calheta, Ponta do Sol e Ribeira Brava. A votação terminou ontem e a pista foi mesmo a proposta...

Pista de patinagem é a proposta mais votada do Orçamento Participativo da Madeira
Tem 2,386 votos a proposta de construção de uma pista de patinagem na zona oeste da Madeira, mais precisamente nos Prazeres, para servir os concelhos da Calheta, Ponta do Sol e Ribeira Brava. A votação terminou ontem e a pista foi mesmo a proposta que mais votos teve, distanciando-se de forma significativa de outras sugestões que foram a votos nas últimas semanas. “Temos pista de patinagem na Calheta”, anunciou hoje o presidente da Junta de Freguesia dos Prazeres na sua página pessoal no Facebook. “Grande trabalho de todos os envolvidos. Os meus parabéns ao clube, pais e atletas”, escreve Paulo Sérgio Ferreira. Na fundamentação apresentada por Maria João Abreu e Décio Silva é destacada a importância do desporto, assim como os bons resultados que a patinagem tem dado à Madeira, com vários atletas, sobretudo na Calheta e na Ponta do Sol. Para a prática da modalidade, os atletas estão obrigados a treinar no outro lado da ilha, na pista que existe no complexo do Faial. “A construção de uma pista na zona Oeste mais concretamente nos Prazeres, possibilitará a continuidade de formação das crianças e jovens, o aumento do número de atletas no grupo de competição, e melhorará as condições dos mesmos enquanto estudantes, pois será mais fácil conciliarem os estudos com a prática desportiva, dispondo de mais horas livres para estudarem. Poderá, também, ser um bom motivo para fixar os jovens aos concelhos da Calheta, Ponta do Sol e Ribeira Brava, que contam atualmente com clubes praticantes da modalidade”, defendem os promotores da proposta mais votada. O Orçamento Participativo da Madeira é uma iniciativa do Governo Regional que ocorre pela primeira vez com âmbito regional. O primeiro Orçamento Participativo na Madeira foi promovido na Câmara do Funchal, em 2016. Outras regiões do país já promovem medidas semelhantes há mais tempo, nomeadamente diversas câmaras como a de Lisboa. E o próprio governo nacional já tem Orçamento Participativo desde 2017.