Polícia britânica divulga fotos de dois irmãos suspeitos no caso do camião em Essex

A política britânica divulgou hoje as fotos de dois irmãos, naturais da Irlanda do Norte e com ligações à República da Irlanda, por suspeita no envolvimento na morte de 39 migrantes que viajavam num contentor-frigorífico descoberto em Essex....

Polícia britânica divulga fotos de dois irmãos suspeitos no caso do camião em Essex
A política britânica divulgou hoje as fotos de dois irmãos, naturais da Irlanda do Norte e com ligações à República da Irlanda, por suspeita no envolvimento na morte de 39 migrantes que viajavam num contentor-frigorífico descoberto em Essex. Ronan Hughes (também conhecido por Rowan), 40, e Christopher Hughes, 34, são de Co Armagh, na Irlanda do Norte. De acordo com o jornal Mirror, a polícia considera "crucial" encontrar estes dois homens, enquanto, simultaneamente, prossegue com a identificação dos 39 migrantes cujos corpos foram encontrados no camião na passada quarta-feira. "Ronan Hughes, 40, de Armagh, na Irlanda do Norte, e seu irmão Christopher, 34, e também de Armagh, são procurados por suspeita de homicídio e tráfico de seres humanos. “Se sabe onde eles estão ou tem alguma informação sobre o paradeiro deles, preciso que ligue para a minha equipa. Este é um caso em que 39 homens e mulheres morreram tragicamente e o apoio da comunidade será vital para ajudar a levar os responsáveis à justiça. Pode achar que a informação pode ser insignificante, mas mesmo os mínimos detalhes podem ser vitais", apela o superintendente-chefe dos detetives, Stuart Hooper, citado pelo Mirror. A quem tem receio de falar com a polícia, é pedido para que contactem um número de denúncias Crimestoppers (0800 555 111), que é "100 por cento anónimo". Os corpos de oito mulheres e 31 homens foram encontrados num trailer refrigerado acoplado a um camião estacionado num parque industrial em Grays nas primeiras horas da quarta-feira passada. O jornal Mirror recorda que esta macabra descoberta desencadeou uma enorme investigação internacional para tentar identificar as vítimas.