Pontes e viadutos da Madeira “de boa saúde”, conclui conferência

“Estamos de boa saúde, estamos bastante bem”, elogiou, esta tarde, o engenheiro Tiago Mendonça, orador convidado numa conferência sobre o estado de conservação e manutenção das obras de arte e túneis da Região Autónoma da Madeira. O preletor...

Pontes e viadutos da Madeira “de boa saúde”, conclui conferência
“Estamos de boa saúde, estamos bastante bem”, elogiou, esta tarde, o engenheiro Tiago Mendonça, orador convidado numa conferência sobre o estado de conservação e manutenção das obras de arte e túneis da Região Autónoma da Madeira. O preletor convidado, uma das figuras de proa da Betar, empresa especialista em engenharia civil, pontes e viadutos, que faz a manutenção das infraestruturas regionais, evidenciou a “maior responsabilidade” que o Governo Regional tem nesta matéria, pelo grande volume de obras existente. A esse respeito, deu como exemplo o facto de a Madeira ter “nove dos 10 maiores túneis rodoviário de Portugal”. Uma responsabilidade e desafio que têm eco no Executivo madeirense, assegurou, por seu turno, o secretário regional de Equipamentos e Infraestruturas, João Pedro Fino, que também discursou nesta palestra, que teve lugar na sede regional da Ordem dos Engenheiros. “No futuro, o desafio é este, conservar e manter as infraestruturas existentes, e este evento é muito importante porque divulga o excelente trabalho que tem vindo a ser executado na conservação e manutenção das obras de arte e túneis existentes na Região”, frisou. “É importante, também, pois face à experiência profissional dos palestrantes, conhecendo a realidade de Portugal continental, permite-nos comparar o nível de serviço que as concessionárias da Região prestam relativamente à restante realidade do país”, disse ainda.