Presidente da Assembleia Legislativa apela à participação nas Eleições Presidenciais

O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira apelou, hoje, à participação na Eleição para a presidência da República. “Todos aqueles que podem vir votar em segurança que o façam”, começou por referir José Manuel Rodrigues ao início desta tarde, após o exercício do direito de voto. “Já percebi, pela organização do processo eleitoral, na Região Autónoma da Madeira e no país, que há essa segurança para que as pessoas possam vir votar”, reforçou. O Presidente do parlamento madeirense espera “que venham o máximo possível de eleitores para que esta seja uma eleição significativa, inequívoca, e que o próximo Presidente da República tenha toda a legitimidade para exercer o seu mandato”. Referiu, no entanto, aos jornalistas, que a taxa de abstenção não tira a legitimidade do Presidente da República, mas vincou que “era bom que tivesse o máximo de votos possível”. Considera ainda que o “próximo Presidente da República tem desafios imensos pela frente” a começar pelo controlo da pandemia e a recuperação económica e social do país”. Aponta também como desafios, a presidência de Portugal da União Europeia (EU), “o desenvolvimento que é necessário fazer neste semestre, o fundo de recuperação económica dos diversos países da UE”, e o desenvolvimento do “pilar social da União Europeia, que é um dos objetivos da presidência Portuguesa”. O “desenvolvimento da lusofonia que está neste momento estagnada, assim como a aproximação aos países africanos de expressão portuguesa”, foram duas metas políticas que José Manuel Rodrigues gostava de ver concretizadas. O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira entende ainda ser necessária uma “reaproximação da relação transatlântica entre a União Europeia e os Estados Unidos, bem como “o aprofundamento da Autonomia nas suas diversas vertentes, seja por fruto de uma revisão Constitucional, ou seja, através da aprovação de uma nova Lei das Finanças das Regiões Autónomas”.

Presidente da Assembleia Legislativa apela à participação nas Eleições Presidenciais
O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira apelou, hoje, à participação na Eleição para a presidência da República. “Todos aqueles que podem vir votar em segurança que o façam”, começou por referir José Manuel Rodrigues ao início desta tarde, após o exercício do direito de voto. “Já percebi, pela organização do processo eleitoral, na Região Autónoma da Madeira e no país, que há essa segurança para que as pessoas possam vir votar”, reforçou. O Presidente do parlamento madeirense espera “que venham o máximo possível de eleitores para que esta seja uma eleição significativa, inequívoca, e que o próximo Presidente da República tenha toda a legitimidade para exercer o seu mandato”. Referiu, no entanto, aos jornalistas, que a taxa de abstenção não tira a legitimidade do Presidente da República, mas vincou que “era bom que tivesse o máximo de votos possível”. Considera ainda que o “próximo Presidente da República tem desafios imensos pela frente” a começar pelo controlo da pandemia e a recuperação económica e social do país”. Aponta também como desafios, a presidência de Portugal da União Europeia (EU), “o desenvolvimento que é necessário fazer neste semestre, o fundo de recuperação económica dos diversos países da UE”, e o desenvolvimento do “pilar social da União Europeia, que é um dos objetivos da presidência Portuguesa”. O “desenvolvimento da lusofonia que está neste momento estagnada, assim como a aproximação aos países africanos de expressão portuguesa”, foram duas metas políticas que José Manuel Rodrigues gostava de ver concretizadas. O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira entende ainda ser necessária uma “reaproximação da relação transatlântica entre a União Europeia e os Estados Unidos, bem como “o aprofundamento da Autonomia nas suas diversas vertentes, seja por fruto de uma revisão Constitucional, ou seja, através da aprovação de uma nova Lei das Finanças das Regiões Autónomas”.