Presidente da Câmara dos Comuns diz que suspensão do Parlamento é “escândalo constitucional”

O presidente da Câmara dos Comuns, a câmara baixa do parlamento britânico, John Bercow, afirmou hoje que a decisão do primeiro-ministro, Boris Johnson, de suspender o parlamento até 14 de outubro é um “escândalo constitucional”. “Não recebi...

Presidente da Câmara dos Comuns diz que suspensão do Parlamento é “escândalo constitucional”
O presidente da Câmara dos Comuns, a câmara baixa do parlamento britânico, John Bercow, afirmou hoje que a decisão do primeiro-ministro, Boris Johnson, de suspender o parlamento até 14 de outubro é um “escândalo constitucional”. “Não recebi qualquer contacto do Governo, mas se as notícias de que pretende suspender o Parlamento se confirmarem, é um escândalo constitucional”, afirmou John Bercow, citado pela BBC. “É absolutamente evidente que o objetivo da suspensão é impedir o Parlamento de debater o ‘Brexit’ e de cumprir o seu dever de definir uma trajetória para o país”, disse. Para Bercow, suspender o parlamento “seria uma ofensa ao processo democrático e aos direitos dos deputados enquanto representantes eleitos pelo povo”. O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou hoje que o Parlamento vai ser suspenso durante a segunda semana de setembro e até 14 de outubro, duas semanas antes da data prevista para o ‘Brexit’, a 31 de outubro.