Primeira casa LAPS na Madeira pronta em novembro

Lapo Elkann, da Fundação LAPS, acompanha a Juventus e considera Ronaldo não só o melhor do mundo como um homem com o coração de ouro, o que terá levado o projeto a avançar na Região. Fundação Italiana A fundação italiana LAPS concretizou, ontem, o primeiro dos muitos passos que espera dar na Madeira e em todo o território português. Assinou um protocolo com o Centro de Apoio aos Sem Abrigo (CASA), através do qual recupera uma residência doada em 2015, localizada na Travessa do Anselmo, no Funchal, e que visa ser transformada, com 70 mil euros, em centro de alojamento temporário para pessoas sem-abrigo. Um espaço que deverá começar ainda este mês e ficar pronto em novembro. Terá capacidade para o máximo de seis pessoas. ‘Casa LAPS’, assim se vai chamar a residência apoiada pela fundação italiana, que foi criada pela família proprietária da Fiat. Lapo Elkann, neto dos fundadores, veio à Região para assinar o protocolo com o CASA, numa iniciativa que contou também com a presença dos representantes nacionais do Centro de Apoio aos Sem Abrigo e da LAPS Portugal, Nuno Jardim e Joana Lemos, respetivamente. A iniciativa, que decorreu numa unidade hoteleira do Funchal, contou com a presença do vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, e da secretária regional da Inclusão, Augusta Aguiar, assim como dos presidente da Câmara e vereadora da tutela, Miguel Silva Gouveia e Madalena Nunes. A fundação, que conta com o apoio de Cristiano Ronaldo (o qual dá a cara num pequeno vídeo), considera que, de todos os países onde trabalha (Itália, Espanha e Portugal), o nosso foi aquele que melhor soube desenvolver iniciativas em plena época de pandemia. Lapo Elkann explicou aos jornalistas que está em Portugal desde o início da pandemia e que viu como os portugueses reagiram, em termos de solidariedade, uns com os outros e também quando viam as imagens da tragédia em Itália. Profundamente agradecido por isso, Lapo Elkann prometeu mais projetos para Portugal, tendo considerado que o protocolo de ontem foi o pontapé de saída. Contudo, não quis precisar o que está na calha. Disse, apenas, que quer ajudar os jovens que andam na criminalidade. Por outro lado, preferiu tecer rasgados elogios a Cristiano Ronaldo, a quem considerou não só o melhor jogador do mundo como um homem de coração de ouro.

Primeira casa LAPS na Madeira pronta em novembro
Lapo Elkann, da Fundação LAPS, acompanha a Juventus e considera Ronaldo não só o melhor do mundo como um homem com o coração de ouro, o que terá levado o projeto a avançar na Região. Fundação Italiana A fundação italiana LAPS concretizou, ontem, o primeiro dos muitos passos que espera dar na Madeira e em todo o território português. Assinou um protocolo com o Centro de Apoio aos Sem Abrigo (CASA), através do qual recupera uma residência doada em 2015, localizada na Travessa do Anselmo, no Funchal, e que visa ser transformada, com 70 mil euros, em centro de alojamento temporário para pessoas sem-abrigo. Um espaço que deverá começar ainda este mês e ficar pronto em novembro. Terá capacidade para o máximo de seis pessoas. ‘Casa LAPS’, assim se vai chamar a residência apoiada pela fundação italiana, que foi criada pela família proprietária da Fiat. Lapo Elkann, neto dos fundadores, veio à Região para assinar o protocolo com o CASA, numa iniciativa que contou também com a presença dos representantes nacionais do Centro de Apoio aos Sem Abrigo e da LAPS Portugal, Nuno Jardim e Joana Lemos, respetivamente. A iniciativa, que decorreu numa unidade hoteleira do Funchal, contou com a presença do vice-presidente do Governo Regional, Pedro Calado, e da secretária regional da Inclusão, Augusta Aguiar, assim como dos presidente da Câmara e vereadora da tutela, Miguel Silva Gouveia e Madalena Nunes. A fundação, que conta com o apoio de Cristiano Ronaldo (o qual dá a cara num pequeno vídeo), considera que, de todos os países onde trabalha (Itália, Espanha e Portugal), o nosso foi aquele que melhor soube desenvolver iniciativas em plena época de pandemia. Lapo Elkann explicou aos jornalistas que está em Portugal desde o início da pandemia e que viu como os portugueses reagiram, em termos de solidariedade, uns com os outros e também quando viam as imagens da tragédia em Itália. Profundamente agradecido por isso, Lapo Elkann prometeu mais projetos para Portugal, tendo considerado que o protocolo de ontem foi o pontapé de saída. Contudo, não quis precisar o que está na calha. Disse, apenas, que quer ajudar os jovens que andam na criminalidade. Por outro lado, preferiu tecer rasgados elogios a Cristiano Ronaldo, a quem considerou não só o melhor jogador do mundo como um homem de coração de ouro.