PS defende complemento de reforma para quem recebe pensões mais baixas

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista irá apresentar na Assembleia Legislativa da Madeira um projeto de resolução para que seja criado um complemento de reforma para aquelas pessoas que recebem pensões mínimas. Esta manhã, em conferência...

PS defende complemento de reforma para quem recebe pensões mais baixas
O Grupo Parlamentar do Partido Socialista irá apresentar na Assembleia Legislativa da Madeira um projeto de resolução para que seja criado um complemento de reforma para aquelas pessoas que recebem pensões mínimas. Esta manhã, em conferência de imprensa realizada na freguesia dos Prazeres, a deputada Sofia Canha lembrou que, de acordo com os dados referentes a 2018, a Região tem 31,9% de pessoas em risco de pobreza e exclusão social e deu conta que há mais de 40 mil madeirenses que recebem pensões mínimas, muito baixas, que não são suficientes para cobrir todas as despesas que têm. Por isso, a exemplo do que está a acontecer nos Açores desde 2012, em que há um complemento de pensão e complementos remuneratórios, a parlamentar entende que aqui na Região também "seria necessário o Governo Regional dar o seu contributo do Orçamento Regional para complementar essas pensões mínimas". "A proposta do PS é que seja criado um complemento de reforma para as pensões mínimas da Segurança Social e da Caixa Geral de Aposentações, para estas pessoas que têm pensões muito baixas e que precisam de um suplemento e de um apoio extra", afirmou Sofia Canha, adiantando que esse montante pode ser gradativo, até ao valor de 65 euros mensais.  "Achamos que é uma medida a ser pensada e considerada, para dar mais dignidade a esta faixa da população da Região", sublinhou a deputada socialista, explicando que esta proposta será apresentada como um projeto de resolução, recomendando ao Executivo a importância de avançar com esta medida.