PS requer audição ao secretário regional de Educação sobre arranque do ano letivo

O Grupo Parlamentar do Partido Socialista da Madeira anunciou hoje que deu entrada a um pedido de audição ao secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia a fim de ver esclarecidas algumas situações decorrentes do início do novo ano letivo. Na conferência de imprensa realizada esta manhã em frente à Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, o deputado socialista Rui Caetano considera que há algumas questões que ainda precisam de ser esclarecidas no que respeita ao início do ano letivo, salientando que têm de ser dadas garantias de segurança e de funcionamento às famílias e aos alunos. Segundo Rui Caetano, os transportes públicos, o acompanhamento psicológico dos alunos, a necessidade de reforço de docentes e não docentes, bem como as questões ligadas com o fornecimento de material tecnológico às escolas, são questões que precisam de ser clarificadas pela tutela. "Se o objetivo é fazer com que os alunos não circulam todos ao mesmo tempo dentro da escola, se não houver essa harmonização, não só nos horários das carreiras, mas também na frequência dos transportes públicos no acesso às escolas, eles vão se aglomerar nos transportes públicos, nas paragens ou à entrada das escolas", explicou. O deputado vinca ainda que "é preciso haver essa concertação", adiantando que quer saber por parte do secretário "se este trabalho foi feito com antecedência". Para além do impacto da pandemia ao nível psicológico dos alunos, Rui Caetano mostrou-se ainda preocupado com os alunos que não se adaptaram ao ensino à distância e com aqueles que pretencem aos grupos de risco. "O secretário regional de Educação prometeu, em abril deste ano, antes do terceiro período terminar, que iria adquirir à volta de 600 computadores para que as escolas pudessem emprestar aos alunos, mas a verdade é que o período terminou, vamos começar um novo ano letivo, e os computadores ainda não chegaram às escolas", denunciou ainda.  

PS requer audição ao secretário regional de Educação sobre arranque do ano letivo
O Grupo Parlamentar do Partido Socialista da Madeira anunciou hoje que deu entrada a um pedido de audição ao secretário regional de Educação, Ciência e Tecnologia a fim de ver esclarecidas algumas situações decorrentes do início do novo ano letivo. Na conferência de imprensa realizada esta manhã em frente à Assembleia Legislativa da Região Autónoma da Madeira, o deputado socialista Rui Caetano considera que há algumas questões que ainda precisam de ser esclarecidas no que respeita ao início do ano letivo, salientando que têm de ser dadas garantias de segurança e de funcionamento às famílias e aos alunos. Segundo Rui Caetano, os transportes públicos, o acompanhamento psicológico dos alunos, a necessidade de reforço de docentes e não docentes, bem como as questões ligadas com o fornecimento de material tecnológico às escolas, são questões que precisam de ser clarificadas pela tutela. "Se o objetivo é fazer com que os alunos não circulam todos ao mesmo tempo dentro da escola, se não houver essa harmonização, não só nos horários das carreiras, mas também na frequência dos transportes públicos no acesso às escolas, eles vão se aglomerar nos transportes públicos, nas paragens ou à entrada das escolas", explicou. O deputado vinca ainda que "é preciso haver essa concertação", adiantando que quer saber por parte do secretário "se este trabalho foi feito com antecedência". Para além do impacto da pandemia ao nível psicológico dos alunos, Rui Caetano mostrou-se ainda preocupado com os alunos que não se adaptaram ao ensino à distância e com aqueles que pretencem aos grupos de risco. "O secretário regional de Educação prometeu, em abril deste ano, antes do terceiro período terminar, que iria adquirir à volta de 600 computadores para que as escolas pudessem emprestar aos alunos, mas a verdade é que o período terminou, vamos começar um novo ano letivo, e os computadores ainda não chegaram às escolas", denunciou ainda.