PSD cancela comício de encerramento e desce Chiado sem barulho

O PSD cancelou o comício de encerramento da campanha eleitoral, previsto para o Largo do Carmo, em Lisboa, na sequência da morte do fundador do CDS-PP e antigo ministro Freitas do Amaral, e desce o Chiado sem barulho. As alterações à agenda...

PSD cancela comício de encerramento e desce Chiado sem barulho
O PSD cancelou o comício de encerramento da campanha eleitoral, previsto para o Largo do Carmo, em Lisboa, na sequência da morte do fundador do CDS-PP e antigo ministro Freitas do Amaral, e desce o Chiado sem barulho. As alterações à agenda da campanha social-democrata foram transmitidas aos jornalistas pelo presidente do PSD, Rui Rio, no final de um almoço com empresário em Vila Nova de Gaia, distrito do Porto. "Amanhã [sexta-feira] íamos encerrar com um comício festa. Anulamos esse comício e fazemos a arruada, mas sem barulho", afirmou. O última dia de campanha eleitoral para as legislativas de domingo arranca com uma visita ao Mercado de Alvalade e um contacto com a população na Avenida da Igreja, em Lisboa, que também serão feitos sem animação. Quanto à tradicional arruada na Rua de Santa Catarina, na cidade do Porto, prevista para hoje à tarde, vai manter-se "exatamente nos mesmos moldes" porque já "está tudo preparado, está tudo montado", explicou o líder social-democrata. Para as 19h30 está marcado um comício na Praça da Batalha, no Porto. Rui Rio informou que esta iniciativa se vai realizar, mas sem a componente musical, uma vez que "ia ter uma banda a tocar". "Não paramos totalmente a campanha, eliminamos a música nos comícios, e no caso do comício de Lisboa, eliminámos mesmo o comício, mas mantemos a arruada. No fundo, termina a campanha com uma arruada sem barulho", adiantou o presidente do partido aos jornalistas, apontando que "as pessoas falam sempre, há sempre algum barulho, mas sem a animação própria de uma arruada".