PSD enaltece trabalho das Casas do Povo na promoção da coesão social

Na data em que se assinala o Dia Nacional das Casas do Povo, o Grupo Parlamentar do PSD enalteceu o trabalho realizado por estas instituições em diferentes vertentes tendo como objetivo auxiliar as comunidades locais. Durante uma visita à ACAPORAMA, associação que gere e dá apoio às 42 Casas do Povo da Madeira há cerca de 30 anos, a deputada Rubina Leal realçou o "papel fundamental" que é desenvolvido em prol da população, seja ao nível das diferentes ações de formação, seja no apoio social, e a importância vital que estas instituições assumem na "preservação das tradições e costumes da nossa Região". "Não temos qualquer dúvida de que a economia social e solidária, e a coesão social, só são possíveis com o trabalho das Instituições de Solidariedade Social e das Casas do Povo, também muitas delas IPSS", afirmou a deputada, salientando que essa realidade é ainda mais relevante numa altura de pandemia, em que se agravam as questões de índole social. Rubina Leal salientou que este trabalho das Casas do Povo é reconhecido pelo Governo Regional, sendo disso exemplo os contratos-programa estabelecidos com estas instituições, em especial na área da formação e da solidariedade social, com vista a acautelar as necessidades mais prementes da população.

PSD enaltece trabalho das Casas do Povo na promoção da coesão social
Na data em que se assinala o Dia Nacional das Casas do Povo, o Grupo Parlamentar do PSD enalteceu o trabalho realizado por estas instituições em diferentes vertentes tendo como objetivo auxiliar as comunidades locais. Durante uma visita à ACAPORAMA, associação que gere e dá apoio às 42 Casas do Povo da Madeira há cerca de 30 anos, a deputada Rubina Leal realçou o "papel fundamental" que é desenvolvido em prol da população, seja ao nível das diferentes ações de formação, seja no apoio social, e a importância vital que estas instituições assumem na "preservação das tradições e costumes da nossa Região". "Não temos qualquer dúvida de que a economia social e solidária, e a coesão social, só são possíveis com o trabalho das Instituições de Solidariedade Social e das Casas do Povo, também muitas delas IPSS", afirmou a deputada, salientando que essa realidade é ainda mais relevante numa altura de pandemia, em que se agravam as questões de índole social. Rubina Leal salientou que este trabalho das Casas do Povo é reconhecido pelo Governo Regional, sendo disso exemplo os contratos-programa estabelecidos com estas instituições, em especial na área da formação e da solidariedade social, com vista a acautelar as necessidades mais prementes da população.