Quatro pessoas detidas pela PJ por rapto e tortura de mulher em Loures

A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro pessoas que raptaram uma mulher na localidade de Pinheiro de Loures e a mantiveram em cativeiro durante horas, onde foi torturada e sujeita a diversos crimes de natureza sexual, informou hoje a PJ. Segundo...

Quatro pessoas detidas pela PJ por rapto e tortura de mulher em Loures
A Polícia Judiciária (PJ) deteve quatro pessoas que raptaram uma mulher na localidade de Pinheiro de Loures e a mantiveram em cativeiro durante horas, onde foi torturada e sujeita a diversos crimes de natureza sexual, informou hoje a PJ. Segundo adianta um comunicado desta polícia, a pronta intervenção da Unidade Nacional Contra-Terrorismo (UNCT) da PJ, que contou com a estreita colaboração da Divisão da PSP de Loures, permitiu localizar e libertar a vítima, de 40 anos, e deter, em situação de flagrante delito, dois dos raptores. De acordo com a PJ, a vítima foi raptada na via pública, com contornos de grande violência, estando presente o seu namorado, o qual seria violentamente espancado e agredido, tendo a mulher sido mantida em cativeiro durante várias horas. No decurso da operação - acrescenta a PJ - vieram a ser detidos mais outros dois coautores dos crimes em causa. Aos detidos, com idades entre os 26 e os 48 anos, foram apreendidos "relevantes elementos de prova", designadamente equipamentos de telecomunicações, vestuário e uma arma. Os quatro detidos serão interrogados pelo Tribunal de Instrução Criminal de Loures para aplicação de medidas de coação. A PJ refere que a operação que permitiu libertar a vítima e deter os suspeitos resultou de rápida comunicação da PSP, efetuada na madrugada de segunda-feira, a qual dava conta da ocorrência de um crime de rapto.